Em um Estádio ABC com iluminação precária, o Atlético sofreu um apagão contra o Foz e perdeu por 1×0 na noite deste sábado (4), no Estádio ABC. Depois da vitória da garotada no clássico contra o Coritiba, a expectativa era de mais um resultado positivo. Mas quem se deu bem foram os donos da casa, que conquistaram a primeira vitória no Campeonato Paranaense e deixaram, mesmo que temporariamente, a zona de rebaixamento.

A primeira chance do jogo foi do Atlético. Após falta em Crysan, Matheus Anjos cobrou e a bola foi para escanteio. A zaga conseguiu afastar depois do lançamento na área, mas Zé Ivaldo pegou de prima. A bola saiu por cima da meta.

O Rubro-Negro mostrava mais disposição, mas aos 12 minutos, Santos falhou na saída de bola, Juninho César dominou. Sem opção, o goleiro derrubou o adversário na área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Yannick chutou forte, de perna direita e com objetividade e abriu o marcador: 1×0 para o Foz.

Na frente no placar, o Foz adiantou a marcação e o Atlético passou a ter dificuldade de chegar à meta adversária. Aos 25, Lima fez boa jogada com Bruno Flores, que bateu cruzado, mas a bola bateu na defesa e saiu pela linha de fundo.

O Rubro-Negro tentava nos contra-ataques, mas o setor ofensivo mostrava descompasso, talvez motivado pela desvantagem parcial no marcador. O Foz aproveitava, tentando ampliar nas falhas do adversário. Aos 29, Bruno Flores, com ótima movimentação, avançou na área e experimentou, mas Santos fez a defesa e recolocou a bola em jogo.

Aos 32, Atlético respondeu com uma boa investida ao ataque, em jogada encabeçada por Cascardo, que começou a parecer no jogo. Na finalização, Crysan tentou de bicicleta, mas o gol de empate não saiu. Alex Santos respondeu pelo Foz, mas pegou mal na bola no momento da finalização. Na sequência, Lima tabelou com Juninho César, mas Santos fez boa defesa. Aos 42, Beltrame tentou chute cruzado, mas a defesa conseguiu afastar o perigo mais uma vez.

Aos 44, Crysan avançou no campo adversário em boa jogada individual, deixou dois para trás, mas falhou no toque para o companheiro, desperdiçando uma boa oportunidade.

Na saída para os vestiários, Murillo resumiu o panorama da etapa inicial. “A gente vem trabalhando, mas hoje não estamos acertando os passes. Vamos tentar acertar e sair com a vitória”.

Logo no início do segundo tempo, o Foz perdeu Yannick, o autor do gol. O substituto, João Guilherme, entrou animado, mas finalizou a primeira oportunidade com tanto defeito que a bola saiu pela lateral.

Pelo lado atleticano, aos 12, Crysan tentou, mas Juninho fez defesa em dois tempos, assegurando o placar. Aos 14, Santos fez boa defesa após jogada de Bruno Flores, que bateu cruzado após boa subida ao ataque.

A fim de mudar o panorama do jogo, o técnico Bruno Pivetti promoveu a estreia de Marcelinho e a Douglas Coutinho. No entanto, aos 19, Luiz Otávio se revoltou ao tomar um cartão amarelo, continuou reclamando e terminou expulso, deixando o Rubro-Negro em desvantagem também no número de atletas em campo. E ele até teve boa chance pouco depois de entrar, mas não conseguiu empatar.

A última tentativa de mudar a equipe, Pivetti colocou João Pedro em campo, para dar sangue novo ao setor de criação. No entanto, com um a mais e a vantagem no placar, o Foz apenas administrou o placar, garantido pelo goleiro Juninho já nos descontos, ao defender a última tentativa, de Coutinho.

 CAMPEONATO PARANAENSE
1ª Fase – 6ª Rodada

Foz do Iguaçu 1×0 Atlético

Foz do Iguaçu
Juninho; Lima, Lucas, Gustavo e Luiz Beltrame; Hereda, Maceio (Léo Campos), Yannick (João Guilherme) e Bruno Flores; Alex (Matheus Olavo) e Juninho César.
Técnico: Allan Aal

Atlético
Santos; Gustavo Cascardo, Jacy, José Ivaldo e Renan Lodi; Luiz Otávio, Renan Paulino e Matheus Anjos (João Pedro); Yago, Crysan (Douglas Coutinho) e Murillo (Marcelinho).
Técnico: Bruno Pivetti

Local: Estádio ABC – Foz do Iguaçu (PR)

Árbitro: Anderson Iraci Guimarães

Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Wagner Junior Bonfim Ledo

Renda: R$ 23.135,00

Público pagante: 1.297

Público total: 1.301

Gol: Yannick, 13 do 1º.

Cartões amarelos: Santos (CAP), Rena Lodi (CAP), Hereda (FOZ). João Guilherme (FOZ), Yago (FOZ), Jacy (CAP)

Cartão vermelho: Luiz Otávio (CAP)