Pela primeira vez neste Brasileirão, o Atlético está fora da zona de rebaixamento. Sem ser brilhante, mas eficiente, o Furacão bateu o São Paulo por 1×0, na noite desta quarta-feira (21), na Arena da Baixada, conquistou sua primeira vitória em casa na competição nacional, chegou aos 11 pontos e subiu para a 12ª posição na classificação. O Rubro-Negro volta a jogar no Joaquim Américo neste domingo (25), às 16h, diante do Vitória, que está na zona da degola.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

O Atlético provou desde o início que não seria dessa vez que o São Paulo venceria na Arena da Baixada. Logo aos três minutos, depois da cobrança de escanteio, a defesa são-paulina falhou e o zagueiro Wanderson tentou duas vezes para abrir o placar. O Furacão continuou pressionando e chegou perto de ampliar dois minutos depois. Nikão bateu cruzado e Renan Ribeiro fez grande defesa. No rebote, Sidcley chutou de primeira e o arqueiro do time paulista defendeu de novo.

Em vantagem, o Rubro-Negro conseguia pressionar a saída de bola do São Paulo e dificultava as investidas do adversário. Mesmo assim, o tricolor paulista era perigoso quando chegava, sobretudo nas jogadas pela direita, com Marcinho e Thiago Mendes. Aos 13, depois do cruzamento, Cueva chutou de primeira e Wanderson salvou em cima da linha. Na sequência, o atacante peruano assustou novamente, mas o chute de fora da área passou perto do gol de Weverton.

O Atlético diminuiu um pouco o ritmo e até recuou, mas ainda tinha espaços para atacar. Aos 26s, Rossetto serviu Nikão, que, da entrada da área, bateu no canto e Renan Ribeiro salvou. O São Paulo voltou a assustar somente no final do primeiro tempo. Thiago Mendes tabelou com Cueva, cruzou e Lucas Pratto quase marcou de cabeça. O Furacão, porém, chegou perto do segundo gol em uma trapalhada da defesa são-paulina. Lugano tentou recuar para o goleiro Renan Ribeiro e quase marcou contra.

Além de ter marcado o gol da vitória, Wanderson foi muito bem na defesa. Foto: Marcelo Andrade
Além de ter marcado o gol da vitória, Wanderson foi muito bem na defesa. Foto: Marcelo Andrade

Com Carlos Alberto e Deivid nas vagas de Lucho González e Rossetto, o Atlético não voltou bem para o segundo tempo. Apesar de manter-se seguro defensivamente, não conseguia criar chances para ampliar a vantagem. Melhor então para o São Paulo, que passou a jogar todo no campo de ataque. Logo no começo da etapa final, Denilson arriscou de fora da área e Weverton garantiu o placar.

O São Paulo, com mais posse de bola, ensaiou uma pressão, passou a rondar a área do Rubro-Negro, mas não tinha poder de penetração. Assim, as melhores chances criadas pelo time paulista eram em chutes de média e longa distância.

Cada vez mais ofensivo, o time paulista dava espaços e os contra-ataques para o Furacão. Mesmo com a entrada de Pablo na vaga de Grafite, o time atleticano não conseguia ter a força ofensiva suficiente para criar boas chances de marcar. O São Paulo, então, passou a apostar nas bolas levantadas na área, que eram bem controladas pela defesa atleticana. Aos 38, depois da cobrança de falta de Junior Tavares, Lugano subiu livre, mas errou o cabeceio.

Com o Atlético cada vez mais retraído, o São Paulo partiu para o tudo ou nada nos minutos finais. Aos 41, Denilson fez boa jogada, arriscou de fora da área, mas Weverton defendeu. O Furacão, então, conseguiu se segurar na defesa até o final, garantiu a terceira vitória seguida e a saída da zona de rebaixamento do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE A
1º Turno – 9ª Rodada

Atlético 1×0 São Paulo

Atlético
Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Rossetto (Deivid), Lucho González (Carlos Alberto) e Nikão; Douglas Coutinho e Grafite (Pablo).
Técnico: Eduardo Baptista

São Paulo
Renan Ribeiro; Militão (Wellington Nem), Lugano e Rodrigo Caio; Thiago Mendes, Jucilei, Cícero (Denilson) e Junior Tavares; Cueva (Brenner), Marcinho e Lucas Pratto.
Técnico: Rogério Ceni

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Thiago Henrique Neto Farinha (RJ)
Gol: Wanderson, 3 do 1º;
Cartões amarelos: Jonathan, Sidcley, Pablo (CAP); Lucas Pratto, Lugano, Wellington Nem (SÃO)
Público pagante: 19.150
Público total: 21.436
Renda: R$ 455.090,00