paranaense

Com o time reserva, mas com a mesma eficiência de outras jornadas, o Atlético garantiu a manutenção da invencibilidade na temporada ao empatar em 1×1 com o Toledo, na noite desta quarta-feira (21), no Estádio 14 de Dezembro, garantiu a primeira posição do grupo B e vai encarar o Maringá na semifinal da Taça Caio Júnior do Campeonato Paranaense. O duelo único valendo a vaga na decisão será no domingo, às 20h, na Arena da Baixada.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

No duelo que valia pouco para o Atlético, já garantido na próxima fase, mas a classificação à semifinal da Taça Caio Júnior para o Toledo, o equilíbrio marcou os primeiros 45 minutos de partida. O Furacão, com vários jogadores reservas, foi bem marcado pelo Porco e teve poucas chances de marcar na etapa inicial. O time rubro-negro teve nas jogadas pelas pontas com Yago e Giovanny a principal alternativa para atacar os donos da casa.

Depois de iniciar a partida com uma marcação um pouco mais baixa, o Toledo precisou sair mais para o jogo. Isto porque o Londrina vencia encaminhava sua vitória sobre o Rio Branco ainda no primeiro tempo e estava tomando a vaga do Porco na classificação. O time comandado pelo técnico Paulo Baier, então, adiantou a marcação e passou a dificultar o estilo de jogo do Atlético.

O Furacão, na verdade, fez algo pouco visto neste Campeonato Paranaense. Por conta dessa marcação mais agressiva do Toledo, o Atlético passou a abusar das ligações diretas e não conseguia ter a posse de bola. No entanto, o Porco do Oeste, com certa dificuldade ofensiva, criou pouco. Criou, na verdade, suas melhores chances em bolas paradas e na falha do goleiro Caio, já na reta final do primeiro tempo, quando o arqueiro errou o domínio e a bola quase entrou.

Sempre decisivo quando vestia a camisa 10 do Atlético, o agora técnico Paulo Baier também teve papel fundamental para mudar a história do jogo, agora a favor do Toledo. Com Marcio Telê na vaga de Jhonatan, o Porco foi logo marcando aos três minutos. Depois da cabeçada de Marcio Telê e da defesa do goleiro Caio, Rael marcou e abriu o marcador.

O Atlético, então, precisou sair para o jogo e tinha no atacante Alex Sandro seu principal jogador de frente para tentar a igualdade. Com Marcinho na vaga de Giovanny, que pouco fez durante o jogo, o Furacão aumentou seu poder de fogo. No entanto, o Toledo recuou e conseguia anular as principais investidas da equipe comandada pelo técnico Thiago Nunes.

Confira como ficou a classificação da Taça Caio Júnior

A entrada do atacante Éderson, na metade do segundo tempo, deixou o Atlético ainda mais ofensivo. Aos 28, o Rubro-Negro quase marcou com Yago, mas o goleiro Diego fez boa defesa. O empate do Furacão veio em um lance cheio de polêmica. Aos 34, Éderson foi derrubado na área por Filipe e a arbitragem marcou penalidade. O Toledo alegou que a falta foi fora da área, houve um princípio de confusão, mas Éderson cobrou bem e empatou a partida.

A pressão, então, mudou de lado. O Toledo, já sem nenhuma organização, foi para o tudo ou nada. Ferreira, na área, quase conseguiu o segundo gol aos 42 minutos, mas o goleiro Caio salvou. O Porco, apesar da pressão, ainda chegou a marcar com Jessé, mas o gol foi anulado e os donos da casa amargaram a eliminação do segundo turno do Estadual.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Paranaense
Taça Caio Júnior – 5ª Rodada

Toledo 1×1 Atlético

Toledo
Diego; Filipi, Jonão Neto, Renan Dutra e Adriano Peres; Jessé, Jhonathan (Marcelo Telê) (Wallan), João Felipe e Júlio Cesar; Ferreira e Rael.
Técnico: Paulo Baier

Atlético
Caio; Cascardo, Daniel, Emerson e Nicolas; Pierre, Guilherme Rend e Giovanny (Marcinho); Demethryus (João Pedro), Yago e Alex Sandro (Ederson).
Técnico: Tiago Nunes

Local: Estádio 14 de Dezembro (Toledo)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Jefferson Cleiton Piva da Silva
Gols: Rael, 3, Éderson, 35 do 2°
Cartões amarelos: Renan Dutra, Filipi, Diego e Ferreira (TOL); Daniel, Cascardo (CAP)
Público pagante: 1.812
Público total: 1.957
Renda: R$ 38.425,00