Depois de receber a edição 198 do UFC com enorme sucesso e com um público de mais de 42 mil pessoas, a Arena da Baixada pode receber um outro esporte: o basquete. Mais especificamente a NBA, liga norte-americana do esporte.

A possibilidade é apenas uma ideia remota, mas cogitada pelo vice-presidente da NBA no Brasil, Arnon de Mello. “Estamos estudando outros locais. Eu não fui no evento do UFC, neste último fim de semana, mas quero visitar lá, acho que é uma possibilidade sim. Ela estando fechada e sendo climatizada, já é um grande avanço. Poderia ser lá sim, mas tenho que visitar antes para ver. Além disso, temos uma arena também, quase finalizada, em Fortaleza. Ainda não foi inaugurada, mas ali também seria uma possibilidade. Está melhorando, mas precisamos melhorar ainda mais”, disse Mello, em entrevista ao canal fechado Sportv.

A NBA no Brasil não é uma novidade. Entre 2013 e 2015 algumas equipes estiveram no Rio de Janeiro para disputar partidas de pré-temporada, conhecidas como NBA Global Games, que em 2016 não será realizada aqui no país por conta das Olimpíadas.

Esse ano teremos o maior Global Games que poderiam ter, que são as Olimpíadas. Por esse motivo e não por outro, não teremos o jogo da NBA. Mas, teremos mais de 100 atletas da NBA no país jogando as Olimpíadas. Por isso, não vimos a necessidade de trazer um jogo tão próximo das Olimpíadas”, afirmou o vice-presidente.