Foto: Valquir Aureliano/O Estado

Fabrício (C) faz a segunda partida consecutiva como titular na meia.

Na busca pela tranqüilidade antes das "férias" para a Copa do Mundo, o meia Fabrício tem a grande oportunidade de voltar a se firmar na equipe do Atlético.

Diante do Palmeiras, ele faz seu segundo jogo seguido como titular e mostra a confiança que o técnico Givanildo de Oliveira tem no futebol do armador. Diante dos paulistas, o rubro-negro ainda terá Dênis Marques no ataque e Ferreira pode ceder lugar para Evandro. O confronto está programado para às 16h, no Joaquim Américo.

"No ano passado, até eu machucar, estava bem na Libertadores e no Brasileiro. Agora, tenho a confiança do treinador e espero continuar bem", analisa Fabrício. O meia sabe que nunca teve grandes períodos como titular na equipe e por isso precisa confirmar a confiança de Giva. "Todo mundo que entra, tem que entrar para provar sua capacidade. O Atlético é um time grande e aquele que entrar, tem que dar conta do recado. Aqui, é preciso matar um leão por dia", diz.

Como Givanildo é mais manso e permite um maior diálogo com os jogadores, o meia procurou o comandante e pediu para jogar na armação. "Achei bom que ele tivesse vindo até mim. Conversamos e, se ele se sente melhor no meio, vai jogar no meio. Como está bem, continua na equipe", elogia o treinador. Assim foi contra o Cruzeiro, quando Fabrício entrou no lugar de Evandro e começa a dar demonstrações de que está se firmando novamente.

Contra o Palmeiras, a outra grande volta é do atacante Dênis Marques, que também começa a se firmar na equipe. Após um grande início no clube em 2004, ele passou por uma fase difícil no ano passado e mais quatro meses de suspensão. Voltou e não correspondeu, além de geralmente ser vaiado na Baixada. Mas, o gol da vitória contra o Juventude e alguns minutos contra a Raposa dão a ele a condição de titular no lugar de Herrera.

"A gente sabe do potencial do Dênis e é só uma questão de coloca-lo no melhor momento", explica o treinador. E, esse momento culminou com os gols perdidos por Herrera, que ainda não marcou com a camisa rubro-negra. No ataque, o companheiro de Dênis será Ferreira, caso ele tenha condições. "Ele está sofrendo muitas pancadas. Por isso, foi poupado de alguns trabalhos, mas deve ir a campo." Se não der para ele, Evandro será escalado. No restante da equipe, o mesmo time que vem atuando nos últimos jogos já que o lateral-esquerdo Ivan e o atacante Dagoberto continuam em recuperação física. O lateral-esquerdo Michel Bastos e o atacante Pedro Oldoni são opções no banco de reservas.

Palmeiras

– O Palmeiras não consegue fugir da maior crise que vive desde o rebaixamento em 2002. Segundo informações da rádio Jovem Pan, de São Paulo, o técnico Tite e a diretoria do Verdão decidiram dispensar os meias Cristian e Ricardinho e os atacantes Washington e Edmundo. O Animal já tinha sido afastado do jogo de hoje, por ter reclamado da subtituição na partida com o Flamengo. Oficialmente, a direção não confirma nada, mas o Palmeiras chega para o jogo com o Atlético mais rachado que nunca.

Tite leva para Curitiba a dúvida no ataque. Willian, Cláudio e Alex Afonso são as opções. O primeiro parece levar vantagem sobre os outros para ser o companheiro de Enílton.

CAMPEONATO BRASILEIRO

ATLÉTICO X PALMEIRAS

Atlético: Cléber; Danilo, Alex e Paulo André; Jancarlos, Erandir, Alan Bahia, Fabrício e Moreno; Ferreira (Evandro) e Dênis Marques. Técnico: Givanildo de Oliveira

Palmeiras: Sérgio, Amaral (Ilsinho), Thiago Gomes, Daniel (Leonardo Silva) e Márcio Careca; Alceu, Roger Bernardo (Francis), Wendel e Michael; William (Cláudio) e Enílton. Técnico: Tite

Súmula

Local: Joaquim Américo

Horário: 16h

Árbitro: Luiz Antônio Silva Santos (RJ)

Assistentes: Marcelo Fonseca Duarte e Elson Passos Silva Filho (RJ)