Foto: Ciciro Back

Bastante cobrado pela torcida, Marcelo Ramos não marca há três jogos e precisa desencantar contra o Peixe.

Hoje à noite, na Arena da Baixada, o Atlético tem um decisivo confronto diante do Santos. Em jogo não estarão apenas os três pontos, mas a possibilidade de afirmação do elenco ou da instalação de uma crise em virtude do baixo aproveitamento da equipe na era Roberto Fernandes.

Até o momento, em seis jogos, o treinador conseguiu uma vitória e dois empates no Caldeirão e coleciona três derrotas fora de casa.

A campanha tem decepcionado o torcedor rubro-negro, que tem feito sua parte e comparecido em grande número para apoiar o time. Apesar dos resultados, o treinador crê que o time está em franca evolução.

Em caso de um novo tropeço, o Furacão ficará na entrada da zona de rebaixamento. Para evitar o pior, Roberto Fernandes fez experiências durante a semana buscando encontrar a melhor formação e os substitutos dos jogadores considerados titulares, mas que estarão ausentes do embate: Valencia, expulso no Atletiba, e Júlio César que permanece em tratamento no departamento médico – contusão na panturrilha esquerda. Porém, um problema de última hora pode complicar ainda mais a vida do treinador. No treino de ontem, Netinho sentiu fortes dores nas costas e virou dúvida.

Mistério

Fernandes tem como característica não divulgar o time e, desta vez, não foi diferente. Na entrevista coletiva, o treinador deu a entender que Fahel será o companheiro de Alan Bahia e que lá no ataque Marcelo Ramos está confirmado.

No quarteto defensivo também não há novidades (Nei, Danilo, Antônio Carlos e Márcio Azevedo) e Galatto permanece como titular da camisa 1. ?O Fahel trabalhou durante a semana a maioria dos treinamentos como titular e a tendência é sua utilização. Porém, não descarto o Rhodolfo, que acarretaria em um meio-campo mais leve?, comentou.

O meio-campo criador e a última vaga de ataque é que são incógnitas. Com a contusão de Netinho, o treinador disse que dois jogadores são opção. Um deles é Irênio, que não tem tido uma seqüência de jogos, mas se apresentou bem diante do Palmeiras. E a outra, acredita-se, que seja Gabriel Pimba. Um deles deverá fazer companhia a Ferreira, com mais chances para o veterano atleta.

No ataque Wallyson deve ganhar mais uma chance, devido à sua movimentação e fazer dupla com Marcelo.

Existe a possibilidade de estréia de Joãozinho e Julio dos Santos, não como titulares. ?Os dois estão convocados, mas estão há muito tempo sem atuar. Nenhum deles vai conseguir ter a mesma performance dos demais nos 90 minutos. Cabe analisar qual a melhor situação para utilizá-los?, finalizou Fernandes.

A incerteza na escalação do Atlético existe porque a imprensa é proibida de acompanhar os treinamentos do time.

9.ª Rodada do Campeonato Brasileiro

Atlético-PR x Santos

Hora: 18h20

Local: Estádio Joaquim Américo, Arena da Baixada, em Curitiba

Atlético: Galatto, Nei, Antônio Carlos, Danilo e Márcio Azevedo; Alan Bahia, Fahel, Netinho (Irenio) e Ferreira; Wallyson e Marcelo Ramos.

Técnico: Roberto Fernandes

Santos: Fábio Costa, Marcelo, Fabão e Domingos (Adoniran); Apodi, Adriano, Rodrigo Souto, Wesley e Kleber; Tiago Luís e Kléber Pereira.

Técnico: Cuca

Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)

Assistentes: Renato Miguel Vieira (DF) e Nilson Alves Carrijo (DF)