Walter Alves / O Estado do Paraná
Fabiano fraturou o nariz
na partida contra o São Paulo.

A bruxa baixou no CT do Caju e o Atlético ficará sem o zagueiro Fabiano e o atacante Washington, machucados, para a partida contra o Figueirense, às 20h30 de amanhã, em Florianópolis.

Além deles, o Rubro-Negro também não poderá contar com o zagueiro Marinho, em recuperação médica, e com o meia Jádson, suspenso. Com tanta gente fora de combate, o técnico Levir Culpi deverá improvisar em algumas posições para o jogo contra os catarinenses.

O departamento médico do Furacão constatou ontem fratura nos ossos do nariz de Fabiano. O jogador foi atingido na partida contra o São Paulo e saiu de campo com o rosto ensangüentado. Hoje mesmo, ele será submetido a uma cirurgia no local para correção da área danificada e só voltará aos gramados dentro de 15 dias. No ano passado, a vítima dos são-paulinos foi o também zagueiro Ígor, atingido pelo cotovelo de Lugano. Ele foi outro a ter que passar pela mesa cirúrgica.

Já o atacante Washington sofreu uma torção no pé direito e não no tornozelo, como divulgado pelo clube anteriormente. Antes do treinamento de hoje, ele será submetido a novos exames pelo DM para saber se terá condição de jogo, mas o próprio artilheiro não acredita que possa ter condição. “Infelizmente, eu não vou poder jogar contra o Figueirense. Eu virei o pé e graças a Deus não teve fratura e apenas machucou os ligamentos. Espero que, contra o Paysandu, no domingo, eu já esteja em condição de jogo”, aponta.

De acordo com Washington, a dor é muito forte. “Está muito inchado e primeiro tem que esperar desinchar o local para depois ver o motivo da dor. Então, praticamente estou fora do jogo de quarta-feira”, revela. Além dos dois, Levir também não poderá contar com o meia Jádson, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e com Marinho, que ainda se recupera de uma artroscopia no joelho esquerdo. A volta deste último ainda deve demorar duas semanas.

Assim, com tantos desfalques, o treinador deverá colocar Bruno Lança no lugar de Fabiano, Morais na vaga deixada por Jádson e William na meia-cancha, com Pingo atuando de ala-direito e Fernandinho de atacante, ao lado de Dagoberto. Dessa maneira, o Furacão entraria em campo com Diego; Bruno Lança, Rogério Correia e Marcão; Pingo, Alan Bahia, William, Morais e Ivan; Fernandinho e Dagoberto. O último treinamento antes do embarque para Santa Catarina está programado para as 11h30 no CT do Caju. Após o almoço, a delegação segue viagem para Florianópolis.

Renaldo no Atlético?

Desde que o Atlético vendeu o atacante Ilan para o Sochaux, da França, o técnico Levir manifestou vontade de ter um atacante para substituí-lo. A necessidade ficou mais evidente no último domingo, quando o titular Washington sofreu uma torção no pé e passou a ser mais um desfalque. Por isso, não será surpresa se nas próximas horas o clube anunciar o atacante Renaldo, vice-artilheiro do Brasileirão do ano passado, com 30 gols (um a menos que Dimba).

A informação foi divulgada pelo site futebolpr.com na noite de ontem. A Tribuna tentou conversar com o jogador e seu procurador, Carlinhos Sabiá, mas ambos não responderam à ligação.

Renaldo atuou em quatro jogos pelo Palmeiras, atual clube, mas ainda não marcou. Pelo número de jogos, ele poderia se transferir para o Rubro-Negro.

O jogador ficou seis meses no futebol coreano, e já demonstrou interesse em retornar ao futebol paranaense. A princípio Renaldo negociou com o Paraná Clube. O time tricolor, porém, não tinha cacife para bancar seus salários. Renaldo foi revelado pelo próprio clube da Baixada e depois vendido para o Atlético-MG.