O adversário de hoje à tarde é o Nacional, em Rolândia. Mas o assunto no Atlético é a caça ao Coritiba, líder do Campeonato Paranaense. E não poderia ser diferente. Na rodada passada, com o primeiro tropeço do rival na competição, o Furacão diminuiu a vantagem para cinco pontos de diferença e pretende reduzi-la ainda mais. Para isso será necessário vencer o Guerreiro do Norte e torcer por mais uma derrapada do Alviverde, que tem o clássico contra o Paraná Clube hoje.

O Rubro-Negro está numa boa balada. Acumula vitórias há quatro rodadas e seu último tropeço foi no oeste do Estado, na 4.ª rodada. Entretanto atuar fora de Curitiba tem sido uma tormenta para o Atlético. Foram apenas três jogos na temporada e nenhuma vitória. Três empates diante do TCW, em Toledo, Serpente, em Cascavel e o Vilhena em Rondônia, esse último válido pela Copa do Brasil. Sobre isso falou Netinho, o principal articulador da equipe e responsável pelas assistências para gols no Furacão. “O mais importante é que estamos criando um estilo de jogo. Mas temos que melhorar o nosso retrospecto fora de casa”, ressaltou.

Netinho também elogiou a postura do meio-campo no último jogo, quando o time atuou com dois meias ao invés de três volantes. “As chances apareceram bastante no último jogo. Um jogador a mais no meio de campo mostra que podemos trabalhar melhor a bola. Eu e o Alan chegando com a bola no pé vindo um pouco de trás é importantíssimo. Estamos formando um meio-campo forte”, disse. Além de Netinho e Alan Bahia, a presença de Tartá foi fundamental para dar mais dinâmica ao time.

Por isso mesmo, manter essa formação mais agressiva é a tendência de Lopes para encarar o Nacional. O Delegado ressaltou que Valencia tem retorno garantido e isso deverá custar a vaga para Chico. Bruno Mineiro e Marcelo continuam em tratamento médico e, portanto, fora da partida. A grande novidade estará no banco de reservas. O argentino Javier “Pepe” Toledo foi convocado e poderá estrear com a camisa rubro-negra. Como Lopes só pode levar três estrangeiros, Vanegas foi preterido e sequer viajou.