O Atlético não ficou satisfeito com a rescisão do contrato do atacante Morro Garcia. O Furacão ainda deverá processar o ex-presidente do clube, Marcos Malucelli, pelo valor de US$ 1,2 milhão pago ao empresário do uruguaio.

O Furacão contesta o alto valor alegando que a taxa não seria compatível com a do mercado. Com isso, o clube busca a diferença entre o valor pago e o que seria a média de mercado junto ao seu ex-mandatário.

Em entrevista ao Paraná Online, na tarde desta sexta-feira (17), o ex-presidente do Atlético afirmou que ainda não iria dar declarações sobre o caso, pois não teria sido notificado. “Ainda não recebi nada e só irei falar depois que isso se concretizar”, afirmou Malucelli.

*Com informações da 98FM.