Um dos segredos do sucesso do Atlético na temporada de 2013, a pré-temporada mais alongada, que durou nada menos do que 90 dias, até fazer seu primeiro jogo oficial, não poderá ser usada no ano que vem.

Com a sua estreia na Libertadores da América marcada para o dia 29 de janeiro, diante do Sporting Cristal, em Lima, no Peru, o time atleticano se apresenta no próximo dia 3 e não terá nem um mês até o seu primeiro compromisso oficial em 2014.

Assim, quando entrar em campo contra o time peruano, o preparo físico do Furacão, ponto forte em 2013, será colocado à prova. Além disso, a falta de ritmo de jogo também poderá atrapalhar no início do ano que vem.

Por isso, não está descartada a possibilidade de o time principal entrar em campo nas duas primeiras rodadas do Campeonato Paranaense nos dias 19 e 22 de janeiro, diante do Prudentópolis, fora de casa, e contra o Toledo, em Curitiba, respectivamente.

A falta de ritmo, inclusive, foi uma das dificuldades do Atlético neste ano, ainda sob o comando do técnico Ricardo Drubscky. Depois de 90 dias de treinamentos regados a jogos-treinos e a um torneio realizado na Espanha, o Furacão penou no início do Campeonato Brasileiro.

A escassez de bons resultados culminou com a queda do time para a zona de rebaixamento do Brasileirão e, consequentemente, custou o cargo de Drubscky no comando da equipe.

Com Vagner Mancini o Atlético decolou. Com os mesmos jogadores, mas com mais ritmo de jogo, aliando a técnica e a eficiência no seu preparo físico, o Furacão fez jus ao seu apelido e passou por cima dos adversários.

Enquanto os adversários já sentiam o desgaste pela maratona de jogos, o Rubro-Negro sobrou em campo. Com isso, a vaga na Libertadores da América do ano que vem e a chance de título da Copa do Brasil ficaram cada vez mais palpáveis na caminhada do time atleticano em 2013.

Mais jogos

Com menos tempo para se preparar, o Atlético deverá ter também em 2014 mais jogos para disputar. Caso chegue à final da Libertadores da América, mas não seja campeão, e vá até as finais da Copa do Brasil, o time atleticano poderá fazer até 62 partidas na próxima temporada, contando as 38 partidas pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Na competição continental, se passar pelo Sporting Cristal, o time atleticano fará pelo menos 8 partidas no torneio. Na Copa do Brasil, o Furacão e os outros times brasileiros, desde que não conquistem a Libertadores, entram nas oitavas de final da competição nacional. Se for à grande decisão do torneio, a exemplo do que aconteceu em 2013, serão mais 8 partidas que serão disputadas em 2014.

Em 2013, o Atlético realizou 51 jogos. Além dos 38 jogos pelo Brasileirão, foram 13 duelos pela Copa do Brasil, que culminou com a perda do título para o Flamengo, no Maracanã.

Se tivesse disputado o Campeonato Paranaense, seriam mais 24 partidas no currículo da equipe principal rubro-negra. Porém, mesmo representado pelo seu time Sub-23, os meninos fizeram bonito e ficaram com o vice-campeonato do Estadual.