Sob o comando do atacante colombiano Falcao Garcia, que marcou dois lindos gols na decisão, o Atlético de Madrid conquistou nesta quarta-feira o título da Liga Europa. Numa final espanhola, a equipe derrotou o Athletic Bilbao por 3 a 0, no Estádio Nacional de Bucareste, na Romênia, e foi campeã da competição europeia pela segunda vez na sua história, repetindo o feito de 2010.

O título coroa uma campanha incrível do Atlético de Madrid na Liga Europa. Na final desta quarta-feira, somou a sua 12ª vitória consecutiva na competição e, contando também as fases preliminares, teve apenas uma derrota e um empate em 19 jogos disputados. Conseguiu tudo isso mesmo mudando de técnico no meio do caminho, com a chegada do argentino Diego Simeone em janeiro.

A chegada de Simeone foi fundamental para arrumar o time do Atlético de Madrid, que vinha fazendo campanha irregular na primeira metade da temporada. Mas o grande responsável pela conquista foi mesmo Falcao Garcia. Ele fez dois golaços na final, chegou a 12 na artilharia e ganhou seu segundo título consecutivo da Liga Europa, repetindo o feito do ano passado com o Porto, de Portugal.

O outro gol do Atlético de Madrid na final também foi muito bonito, marcado já nos últimos minutos pelo meia brasileiro Diego, que teve um papel importante na campanha do título. Além dele, mais três jogadores do Brasil fazem parte do time espanhol que se consagra agora como campeão da Liga Europa: o zagueiro Miranda, o lateral-esquerdo Filipe Luis e o volante Paulo Assunção.

Na sexta final entre equipes espanholas em competições europeias – um recorde -, o Atlético de Madrid praticamente não deu chances ao bom time do Athletic Bilbao, ao abrir o placar logo aos sete minutos. Numa linda jogada individual, Falcao Garcia driblou um zagueiro na área e chutou colocado, com a perna esquerda, no ângulo oposto, sem chance de defesa para o goleiro Gorka Iraizoz.

Quando o Athletic Bilbao começava a se recuperar do susto pelo gol sofrido logo no começo da partida, Falcao Garcia voltou a brilhar. Aos 34 minutos, ele recebeu a bola dentro da área, de costas para o gol, e deu um lindo drible no zagueiro adversário, que ficou caído no chão. Depois disso, o atacante colombiano só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes, fazendo 2 a 0.

Mesmo atordoado pela atuação decisiva de Falcao Garcia, o Athletic Bilbao lutou bravamente e conseguiu equilibrar as ações na final. Não teve, porém, forças para marcar o gol. Assim, o Atlético de Madrid ainda fez o terceiro. O atacante colombiano chegou perto, ao mandar a bola na trave aos 34 minutos. Mas quem marcou foi Diego, que, já aos 40, se livrou marcação e tocou no canto do goleiro.

Além de frustrar o sonho de título inédito do Athletic Bilbao, o Atlético de Madrid já se coloca entre os maiores campeões da história da Liga Europa (incluindo os anos em que a competição, criada em 1971, ainda se chamava Copa da Uefa). Agora com duas conquistas, o time espanhol está atrás apenas de Juventus, Liverpool e Inter de Milão, que ganharam três vezes cada um.