A lateral direita no Atlético não tem dono desde a saída de Jancarlos, ainda no Paranaense de 2008. De lá pra cá muitos jogadores foram testados, mas nenhum conseguiu se firmar.

Assim a vaga continua aberta. E, para a 7.ª rodada do Brasileirão, diante do Palmeiras, no sábado, a situação vai se repetir. A bola da vez para assumir a camisa 2 é Zé Antônio, volante que terminou o Brasileiro de 2008 como titular da ala-direita. Ele perdeu espaço no início desta temporada, mas deverá ter nova oportunidade, apesar do técnico Waldemar Lemos não confirmar.

A chance aparece porque os atletas da posição estão fora de combate. Raul, que não vem jogando bem, está treinando com a seleção brasileira sub-20; Alberto ainda não apresenta condições de jogo e Nei se recupera de mais uma operação no joelho, desta vez na patela.

Jogo

Apesar da possibilidade clara de atuar, Zé Antônio é precavido nas declarações, já que não foi confirmado na equipe.

Mas afirma estar preparado para mais uma vez quebrar-galho na lateral. “A gente não pode escolher muito onde vai jogar”, comentou.

Histórico

Jancarlos foi titular praticamente durante os 3 anos que passou no Furacão, de 2005 a 2008. Nei – que foi contratado junto à Ponte Preta no início do ano passado para ser o dono da posição – tem sofrido com diversas lesões e não conseguiu deslanchar. Teve bons momentos na equipe e inclusive tornou-se uma espécie de curinga, porque atuou em todas as posições defensivas.

O lateral sempre se destacou muito mais pela garra e disposição do que propriamente pela técnica. No Brasileirão do ano passado, ele sofreu uma lesão grave no joelho, teve que operar, e desde então tem desfalcado o Atlético.

Nei se recuperou bem da primeira cirurgia, mas durante a fase de reabilitação para retornar aos gramados, novas contusões ocorreram e estão retardando a sua volta.

Alberto tem sofrido com lesões musculares e nem de longe lembra o ídolo da década de 90. Raul, apontado como a grande promessa da posição, alterna boas e más apresentações.

Além desses atletas, já foram testados no último ano, Douglas Maia, Gabriel Pimba e por último Manoel. Todos improvisados e nenhum com bom resultado efetivo.