A derrota para o Avaí por 1×0, na manhã deste domingo (15), na Arena da Baixada, nos dias que antecedem a finalíssima da Copa do Brasil diante do Internacional, em Porto Alegre, veio acompanhada de uma declaração polêmica do técnico Tiago Nunes. O treinador afirmou estar extenuado fisicamente. No Athletico, sua função abrange o time profissional. Ele atua como um gestor de todo o departamento de futebol e, após a decisão da competição nacional, nesta quarta-feira (18), às 21h30, no Beira-Rio, o comandante afirmou que vai resolver seu futuro no clube.

+ Confira como foi a derrota do Furacão na Arena

“Eu chego para essa decisão muito cansado fisicamente. Mentalmente motivado, emocionalmente vivendo um sonho, mas extenuado fisicamente. Está sendo difícil nesse sentido. Você joga demais nesse calendário louco, você concentra, mas não dorme, descansa, mas de olhos abertos. Não se recupera fisicamente nunca. É o preço que se paga e sou sabedor disso. Mas chego com muita fé, muito motivado e, aí sim, depois desse jogo contra o Inter, vamos ver o que acontece, se vou conseguir descansar, se pego o boné ou se eu fico”, declarou.

O treinador tem mais ou menos a mesma função exercida por Paulo Autuori no Rubro-Negro. É mais que um comandante do time profissional. Ele coordena o departamento de futebol, as categorias de base, as entradas e saídas de jogadores. Também participa da logística das viagens da equipe principal, em especial essa da grande decisão da Copa do Brasil.

Pelo que deu a entender, Tiago Nunes está sobrecarregado no cargo, não tem cuidado da sua saúde e isso pode pesar para uma conversa no futuro com a diretoria. Se ficar, deve ter menos funções para ter um tempo maior de descanso.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Estou cansado. Bastante cansado. Fisicamente bem cansado. Ser treinador do Athletico não resume treinar o time. É um trabalho integrado com todas as categorias, com os demais treinadores, junto com a direção. Meu braço direito é o Paulo Miranda, que segura a onda e me ajuda demais, mas estou no meu limite físico. Tenho que cuidar da saúde. As coisas não estão legais, mas mentalmente estou bem e me esforçando para isso”, arrematou ele.

O contrato do técnico Tiago Nunes com o Furacão vai até o final deste ano. Dificilmente o treinador deverá deixar o clube, independentemente do resultado na final de quarta-feira. No entanto, uma conversa com a diretoria deve acontecer para adequar as funções que ele terá para a sequência da temporada.