A vitória por 1×0 em cima do Atlético-MG, neste sábado (17), na Arena da Baixada, foi uma importante injeção de ânimo para o Athletico. O adversário vinha de uma excelente fase na disputa, figurando na ponta da tabela, entre os primeiros colocados, e não havia perdido desde a parada da Copa América. Por todos os elementos de dificuldade impostos ao Furacão para o duelo, os três pontos foram muito valorizados.

Em uma partida equilibrada, com bons momentos do Rubro-Negro, mas vencida no detalhe, o triunfo de apenas um gol foi o suficiente para devolver ao time a identidade em campo. Para o técnico Tiago Nunes, ainda que o placar tenha sido magro, prova que o Athletico segue em alto nível.

+ Leia também: Em noite de festa na Arena, torcidas de Furacão e Galo se estranham

“Enfrentamos um grande adversário, que tem pontuação de G4, com uma camisa forte e que teve uma semana toda de preparação para o nosso jogo, ao contrário de nós, que tivemos uma dura derrota na semana. Precisávamos de um resultado de recuperação como esse”, disse o treinador.

O time atleticano vinha de cinco confrontos fora de casa, entre eles a derrota por 2×0 para o Grêmio, na última quarta-feira (14), em Porto Alegre, pela ida da semifinal da Copa do Brasil. A série de confrontos atrapalhou o desempenho da equipe, na opinião de Nunes.

Mesmo que tenha exaltado a vitória, o comandante rubro-negro se disse consciente sobre a atuação de sua equipe que, para ele, não foi tão bem como poderia.

“Muitos fatores pesam e dificultam para que se mantenha um nível de performance alto. Tivemos altos e baixos no jogo, mas enfrentamos uma equipe que nos impôs dificuldade”, falou o técnico, que acredita que o Furacão venceu no detalhe.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

O treinador afirmou também que o fato de o Rubro-Negro ter batido o xará mineiro deixa claro o elevado nível de futebol que pode ser apresentado. Para ele, o Athletico já demonstrou que tem capacidade de jogar em pé de igualdade com grandes clubes brasileiros, e mais uma vez prova isso.

“Foi um jogo de poucas chances de gol, mas pelo contexto da nossa semana difícil e pela sequência dos jogos fora, prova que a gente tem a capacidade de jogar com os maiores times do Brasil em igualdade”, finalizou.