Depois de ser vítima de racismo do jogo de ida da final da Recopa do Athletico contra o River Plate, na Arena, o meia Nikão foi homenageado pela torcida, que usou máscaras com o rosto do jogador durante a partida contra o Fluminense. No dia seguinte, foi a vez de o jogador retribuir o carinho recebido, tomando parte de uma ação social realizada nas proximidades do Mercado Municipal.

+ Leia mais: Veja o provável time do Furacão pra pegar o Fortaleza

Acompanhado de companheiros da igreja que frequenta, Nikão ajudou a distribuir cobertores e comida para as pessoas que vivem em situação de rua naquela região. A ação foi realizada na noite da última segunda (3).

+ Veja ainda: CBF bate o pé e Athletico fica sem Renan Lodi

O jogador registrou o momento com vídeos publicados em suas redes sociais, como forma de incentivar mais pessoas a colaborar com os mais necessitados, especialmente nestes dias mais frios que atingem Curitiba.

Durante jogo com o Flu, Nikão foi homenageado. Foto: André Rodrigues
Durante jogo com o Flu, Nikão foi homenageado. Foto: André Rodrigues

+ Também na Tribuna: Ex-jogador do Furacão pode reforçar o Flamengo

De origem humilde, Nikão foi criado pela avó em Montes Claros, em Minas Gerais, já que era órfão de pai e mãe. A região onde vivia era marcada por violência e foi por meio do futebol que o meia conseguiu construir um futuro melhor. Hoje, ele é um dos principais nomes do Furacão.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!