A Conmebol aumentou a premiação da Copa Libertadores para a temporada 2020. O prêmio para o campeão subiu de US$ 12 milhões (R$ 48,8 milhões) para US$ 15 milhões de dólares. O valor para o vencedor da próxima edição é de R$ 61 milhões, na cotação atual.

As outras fases da competição também tiveram um acréscimo na quantia. As quartas de final valem US$ 1,5 milhão (R$ 6,1 milhões), enquanto as semifinais foram para US$ 2 milhões (R$ 8,1 milhões). Os valores anteriores eram de US$ 1,2 milhão e US$ 1,7 milhão, respectivamente.

Todo jogo em casa na fase de grupos vale US$ 1 milhão (R$ 4 milhões). Nas oitavas de final, etapa que o Athletico caiu em 2019, a cifra é de US$ 1,05 (R$ 4,25 milhões). Essas fases não foram alteradas financeiramente.

Somente a final tem o montante de US$ 15 milhões (R$ 61 milhões). Ao todo, na trajetória até a finalíssima, o campeão da Libertadores receberá US$ 22,5 milhões (R$ 91,6 milhões). Em 2019, o Flamengo embolsou R$ 85,8 milhões.

Além disso, cada clube que disputará a grande final receberá 25% da arrecadação de bilheteria. Vale lembrar que 50% dos ingressos são para patrocinadores, enquanto a metade restante é dividida igualitariamente entre as torcidas dos finalistas.

Além do Athletico, mais sete clubes brasileiros estão na disputa: Flamengo, Santos, Palmeiras, Grêmio, São Paulo, Internacional e Corinthians.

Veja a comparação de premiação de 2019 e 2020:

Fase de grupos (partidas em casa: 3):
2019: US$ 1 mi
2020: US$ 1 mi
Oitavas de final
2019: US$ 1,05 mi
2020: US$ 1,05 mi
Quartas de final
2019: US$ 1,25 mi
2020: US$ 1,5 mi
Semifinais
2019: US$ 1,75
2020: US$ 2 mi
Final
2019: US$ 12 mi
2020: US$ 15 mi