O meia Bruno Guimarães, revelado pelo Athletico e hoje no futebol francês, teve uma ótima notícia nessa sexta-feira (3). A Fifa aumentou de 23 para 24 anos o limite de idade para os jogadores disputarem a Olimpíada de 2021 no Japão. Isso ocorreu após a transferência dos jogos, que seriam este ano, mas tiveram que ser adiados por causa da pandemia do coronavírus. A informação é do diário Lance.

A regra que permite três atletas acima da idade limite, agora 24 anos, segue mantida. Assim será liberado a participação de todos os jogadores nascidos em 1997.

Segundo o site Globoesporte.com, essa é uma orientação de um grupo de estudos da Fifa criado para analisar as consequências no futebol da pandemia do coronavírus. Porém, a própria entidade admite que deve acatar s orientações desse grupo.

Principal nome na seleção brasileira no último pré-olímpico, Bruno Guimarães já tinha pedido publicamente para que esta idade fosse alterada. O jogador argumentou que era uma questão de” bom senso”.

Além de Bruno, outros 12 jogadores que disputaram o pré-olímpico, na Colômbia, completarão 24 anos em 2021. São eles os goleiros Cleiton (Red Bull Bragantino) e Ivan (Ponte Preta); os zagueiros Robson Bambu (Athletico), Nino (Fluminense) e Ricardo Graça (Vasco); os laterais Caio Henrique (Grêmio) e Iago (Augsburg); os meias Maycon (Shakhtar), Douglas Augusto (PAOK) e Matheus Henrique (Grêmio); e os atacantes Pepê (Grêmio) e Bruno Tabata (Portimonense).

Outros nomes importantes que puderão participar com a mudança são o meia Lucas Paquetá, do Milan, e Gabriel Jesus, do Manchester City.

+ Mais do Furacão:

+ Pênalti perdido na final da Sul-Americana não sai da cabeça de rival do Athletico
+ Athletico 3×0 Boca Juniors: Um título sem troféu
+ Reforço do Athletico vira pivô de briga na Fifa entre Atlético Nacional e Santos