Os julgamentos do zagueiro Thiago Heleno e do volante Camacho, do Athletico, finalmente têm data marcada: dia 12 de agosto, em Assunção, no Paraguai. Ambos estão suspensos por três meses por ingerirem uma substância proibida. A informação foi confirmada pelo GloboEsporte.com e confirmada pela Tribuna do Paraná.

O defensor e o meio-campista tomaram higenamina, uma substância proibida pelos controles de dopagem e presente em suplementos para perda de peso. Eles aguardavam uma data desde a suspensão, imposta em maio.

+ Leia também: Furacão embarcou para o Japão com 21 jogadores

Thiago Heleno e Camacho foram pegos em exame feito pelo Comissão Médica e Unidade antidoping da Conmebol. O Furacão foi comunicado no dia 10 de maio. O zagueiro “caiu” no jogo diante do Tolima, no dia 9 de abril, pela quarta rodada do Grupo G da Libertadores, enquanto o volante foi diagnosticado contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia, no dia 24 de abril, e também diante do Vasco, na estreia no Campeonato Brasileiro.

Camacho ainda não teve resultado do seu exame divulgado. Foto: Albari Rosa
Camacho vinha sendo titular até ser suspenso. Foto: Albari Rosa

Mais na Tribuna: CBF define datas de mais cinco jogos do Athletico no Brasileirão

Em entrevista coletiva, no dia 13 de maio, o presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, admitiu a culpa e a responsabilidade do caso. O dirigente eximiu responsabilidades dos atletas e afirmou que os jogadores foram vítimas de erros do clube. No final de junho, o Rubro-Negro demitiu seis funcionários ligados à comissão técnica devido ao caso de doping.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!