Chegou a hora. Três semanas depois, Athletico e Grêmio voltam a se encontrar pela semifinal da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (4), às 19h, o Furacão terá um desafio gigante para se classificar, uma vez que terá que ganhar por três gols de diferença para avançar no tempo normal – ou por dois para levar a decisão para os pênaltis -, mas confia na força do Caldeirão para conseguir a classificação histórica e chegar à finalíssima da competição.

O duelo será histórico também por outro motivo.Terá transmissão ao vivo da RPCTV para todo o estado do Paraná. Por isso, a emissora não transmitirá as novelas Bom Sucesso e A Dona do Pedaço.

+ Leia também: RPC monta grande estrutura pra semifinal da Copa do Brasil

Os tempos são outros, mas o Rubro-Negro já provou sua força dentro da Arena da Baixada. Pela Copa do Brasil de 2007, em uma situação bastante parecida, o time conseguiu reverter a vantagem de três gols de diferença do Vitória e avançava, na ocasião, para a terceira fase do torneio. Depois de perder por 4×1 em Salvador, fez 3×0 em casa e despachou o time baiano.

+ Mais na Tribuna: Grêmio chega a Curitiba com problemas pra enfrentar o Furacão

A missão, dessa vez, é um pouco mais complicada, uma vez que o adversário, além da vantagem, vive um bom momento. Mas o Athletico já provou que pode superar adversidades como esta. Será mais uma oportunidade para o técnico Tiago Nunes e seus comandados entrarem para a história do clube. Desde que assumiu o Furacão, em julho do ano passado, o treinador tem colecionado conquistas importantes, como o título da Copa Sul-Americana, além de ter batido na Arena forças do continente, como Boca Juniors e River Plate.

Clima no Furacão era de confiança no treino na véspera da partida. Foto: Albari Rosa
Clima no Furacão era de confiança no treino na véspera da partida. Foto: Albari Rosa

Mas para conseguir a vaga na decisão da Copa do Brasil, o Rubro- Negro terá que passar por cima dos diversos desfalques que terá para encarar o Grêmio. Ao todo, serão sete baixas, sendo a maioria do sistema defensivo, como o lateral-direito Jonathan, machucado, e os zagueiros Pedro Henrique, que já atuou pelo Corinthians no torneio, e Léo Pereira, suspenso. Na lateral-esquerda, Abner Vinícius e Adriano foram contratados após o praxo. Além deles, o lateral-direito Madson e o atacante Tonny Anderson, por pertencerem ao Grêmio, não podem entrar em campo.

+ Viu essa? Athletico deve modificar movo de voto nas próximas eleições

Assim, os zagueiros Lucas Halter e Robson Bambu devem ser titulares. Na direita, o garoto Khellven deve ser o titular, mas o volante Erick pode ser improvisado na posição.

Independentemente dos desfalques, o Athletico promete ir pra cima. Serão 90 minutos para superar os gaúchos e provar que o time está em um outro nível, estando entre os grandes do Brasil. A chance é agora. Para isto, a Arena lotada será fundamental. Todos juntos, fazendo o Caldeirão ferver e empurrando a equipe, que promete se superar e dar o seu máximo em campo, para deixar pra trás de vez a oscilação recente em campo e dar a volta por cima. Nada melhor do que com uma volta à final da Copa do Brasil.

Ficha Técnica

COPA DO BRASIL
Semifinal Jogo de volta

ATHLETICO X GRÊMIO

Athletico
Santos; Khellven (Erick), Lucas Halter (Wellington), Robson Bambu e Marcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão; Marcelo Cirino (Lucho González), Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Grêmio
Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique, Rômulo, Alisson, Jean Pyerre e Pepê; André.
Técnico: Renato Gaúcho

Local: Arena da Baixada
Horário: 19h
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIfa-RJ)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Bruno Raphael Pires (FIfa-GO)
VAR: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)