O Athletico voltou a vencer – e convencer – na Arena da Baixada. Neste domingo (27), o Rubro-Negro bateu o Goiás de virada por 4×1, em partida válida pela 28º rodada do Campeonato Brasileiro, passando por cima no segundo tempo. Vitória essencial para os planos do Furacão, que pretende acabar a temporada em uma posição melhor do que a atual na tabela de classificação. Com o ‘fôlego’ renovado, o time poderá seguir com os planos de escalar posições no Brasileirão. Com 42 pontos, a equipe atleticana é a oitava colocada.

O Rubro-Negro conseguiu ter superioridade em campo, com grande volume de jogo, na maior parte do primeiro tempo, mas acabou sofrendo o gol no fim da etapa inicial. Porém, nos 45 minutos finais, o time foi pra cima do adversário e logo conseguiu se colocar à frente no placar, quase impondo um massacre à equipe goiana.

O Furacão volta a campo para reencontrar um recente e importante adversário. Na quinta-feira (31), o time encara o Internacional, no Beira-Rio, a partir das 21h30, pela 29ª rodada do Brasileirão.

+ Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

A partida começou equilibrada, com as duas equipes agredindo, mas parando nas boas intervenções das defesas adversárias. O resultado interessava para os dois lados, já que o Athletico quer terminar a competição entre os primeiros da Série A e o Goiás ainda acredita que pode chegar entre os seis que se classificam para a Copa Libertadores.

Aos dez minutos, a Furacão chegou com perigo pela primeira vez. Em cobrança de escanteio, a bola sobrou para Thiago Heleno, que subiu alto e mandou de cabeça, exigindo o trabalho do goleiro Tadeu.

Os visitantes tiveram oportunidade de abrir o placar aos 22. Michael ganhou na velocidade e passou para Rafael Moura, que chutou cruzado. A bola passou raspando a trave esquerda de Santos. Porém, ainda que o Goiás conseguisse importantes articulações com Michael, quem mais trabalhou foi Tadeu.

O gol do Athletico ficou muito perto de sair aos 34. Em jogada de Nikão, o camisa 11 passou para Léo Cittadini, que arriscou. O rebote ficou com Marco Ruben, que tirou Tadeu da jogada e chutou, mas quando a bola ia entrando, Rafael Vaz evitou.

Aos 38, Rony desceu em velocidade pela direita e cruzou para a área. A bola espirrou, mas sobrou para Marco Ruben, que tentou o domínio, mas o goleiro esmeraldino, caído, conseguiu dar um tapa e evitar a finalização do camisa 9.

Rony precisou marcar duas vezes pra valer um gol diante do Goiás. Foto: Albari Rosa
Rony precisou marcar duas vezes pra valer um gol diante do Goiás. Foto: Albari Rosa

O time atleticano tinha grande volume de jogo e mandava na partida, pressionando muito a equipe adversária. Porém, quando parecia que era o Rubro-negro que abriria o placar, foi o adversário que tirou o marcador do zero. Aos 45, Michael, na esquerda, lançou para a área. Rafael Moura cabeceou e deixou a equipe goiana na frente.

Na volta para a segunda etapa o Athletico demonstrou desde os instantes iniciais que estava disposto a ir buscar o empate e, na sequência, a virada. E foi de fato o que aconteceu de forma muito rápida. Foram necessários três minutos para o time iniciar uma reação. Rony mandou para o gol, mas Tadeu rebateu e Léo Pereira apenas teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Muito bem no jogo, o camisa 7 deixou o seu. Aos sete minutos, o atacante subiu com velocidade, como é muito característico, invadiu a área e chutou cruzado na saída do goleiro, deixando o Furacão na frente.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

O Rubro-Negro não se deu por satisfeito e ampliou. Aos 16, Adriano ampliou a vantagem. A jogada começou com Marco Ruben, pela direita, que avançou à área e recuou a bola para Léo Cittadini chutar forte. O goleiro esmeraldino afastou, mas o lateral-esquerdo aproveitou o rebote e mandou uma bomba, que morreu no fundo das redes. Foi o primeiro gol do jogador com a camisa do Furacão.

Após conquistar uma boa vantagem, o Athletico começou a jogar administrando a posse da bola. O técnico Tiago Nunes colocou em campo Camacho no lugar de Wellington. O volante não atuava há seis meses por conta da punição no caso de doping envolvendo o clube e foi muito aplaudido ao entrar em campo.

Com um jogo seguro, o time atleticano confirmou os três pontos na Arena, após três partidas sem comemorar um triunfo em casa, e ainda teve tempo pra transformar o resultado em goleada. Nos acréscimos, Rony deu um toque de ponta de chuteira para Marco Ruben empurrar para as redes e definir o placar.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
2º Turno – 28ª Rodada

ATHLETICO 4×1 GOIÁS

Athletico
Santos; Khellven, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington (Camacho), Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Rony, Nikão (Braian Romero) e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Goiás
Tadeu; Yago Rocha, Rafael Vaz, Fábio Sanches e Jefferson; Yago Felipe, Léo Sena (Filipe Trindade) e Breno (Marlone); Michael, Leandro Barcia e Rafael Moura (Vinicius).
Técnico: Ney Franco

Local: Arena da Baixada
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Daniel Luís Marques (SP)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Gol: Rafael Moura 45 do 1º; Léo Pereira 3, Rony 8, Adriano 16, Marco Ruben, 49 do 2º
Cartões amarelos: Khellven (CAP)
Renda: R$ 196.100,00
Público pagante: 10.778
Público total: 11.819