Sem um nome considerado ideal para assumir o comando técnico após a demissão de Dorival Júnior, o Athletico vai apostar, jogo a jogo, no interino Eduardo Barros. O primeiro teste do treinador dos aspirantes é contra Red Bull Bragantino nesta quarta-feira (2), às 19h30, na Arena da Baixada.

Bancado pelo diretor de futebol Paulo André, Barros será avaliado pela diretoria nas próximas rodadas. Depois, do Braga, o Furacão visita o Vasco, recebe o Botafogo e encara o clássico contra o Coritiba, também em casa. Logo depois, dois duelos seguidos pela Libertadores: Jorge Wilstermann e Colo-Colo.

O desempenho imediato será crucial para a permanência do profissional ao longo desse período. Caso os resultados não agradem, o clube buscará um novo comandante. A decisão, claro, é do presidente Mario Celso Petraglia.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

No mercado nacional, o Rubro-Negro considera que Rogério Ceni é o nome mais apropriado para utilizar o “Jogo CAP” – a identidade de conceitos seguida pelo clube. O técnico, no entanto, recusou proposta no fim do ano passado e permaneceu no Fortaleza. Um dos pontos que mais atrapalharam o acerto foi a ausência de multa rescisória contratual, exigência atleticana.

O espanhol Miguel Ángel Ramírez, do Independiente Del Valle, e o argentino Sebastián Beccacece, então sem clube, também declinaram a oferta. O primeiro permaneceu no time do Equador, enquanto o segundo acabou acertando com o Racing.

+ Cristian Toledo: Quem deve ser o novo técnico do Athletico? Ou: quem Petraglia quer?

Barros, que chegou ao CT do Caju como auxiliar de Fernando Diniz, em 2018, era o responsável por colocar em prática o Jogo CAP em todas as categorias do clube. Essa bagagem, além do fato de já ter comandado o time na reta final de 2019 após a saída de Tiago Nunes, embasam a aposta no jovem de 35 anos.

Em oito rodadas, terminou o Brasileirão invicto: cinco vitórias e três empates. Neste ano, Barros comandou o time de aspirantes na primeira fase do Estadual.

A dúvida agora é se o treinador vai seguir a trilha de Tiago Nunes ou se o Athletico trará alguém mais experiente para o cargo. Com quatro derrotas seguidas no Brasileirão, os próximos resultados vão ditar o futuro do time.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico pode devolver Marquinhos Gabriel ao Cruzeiro
+ Athletico é escanteado pela Globo e perde “preferência” na TV aberta
+ Catadão do Athletico: Os investimentos do Furacão em 2020


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?