Com menos de uma semana para a estreia na Libertadores 2020, a atenção dos atleticanos cada vez mais se volta para a competição continental e nos futuros adversários. Diante disso, veja como estão as equipes que enfrentarão o Athletico na fase de grupos.

Peñarol

A grande novidade do primeiro adversário do Furacão, no dia 3 de março, na Arena da Baixada, é o técnico Diego Forlán. Eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, ele fará contra o Athletico a sua estreia como treinador na Libertadores.

Até agora, no torneio Apertura do Uruguaio, o Peñarol tem uma vitória na estreia, contra o Cerro, e uma derrota, no dia 23, para o Defensor. Já foram três gols marcados na competição, feitos por Xisco, Jesus Trindade e Rodrigo Barros.

Um nome para ficar de olho, até pelo inusitado, é o do meio-campista húngaro Krisztián Vadócz. Segundo o jornal Ovacion, ele tem dado qualidade para o meio de campo da equipe uruguaia. Por outro lado, a falta de pontaria e inexperiência da Libertadores de alguns jogadores preocupa alguns analistas para a estreia na competição.

Colo-Colo

Léo Valencia é o camisa 10 do Colo-Colo. Foto: Sebastián Ordenes/Colo-Colo

No dia 11 de março, fora de casa, será a vez do Rubro-Negro enfrentar a tradicional equipe chilena. O Colo-Colo não vem bem no Chileno. Após cinco partidas, o time está apenas na 14ª posição, resultado de quatro derrotas nos últimos quatro jogos.

No tropeço para a Católica, no dia 16 de fevereiro, ocorreram protestos violentos dentro do estádio, incluindo um rojão lançado pela própria torcida da casa contra o campo.

O desempenho ruim, o que impossibilita apontar um grande destaque neste início de ano, fez o técnico Mario Salas ser demitido na última terça-feira (25).

Jorge Wilstermann

Brasileiro Serginho é um dos destaques do Jorge Wilstermann. Foto: Albari Rosa/Arquivo

No dia 17 de março, novamente fora de casa, será a vez do Athletico enfrentar o representante boliviano do Grupo C da Libertadores. Atualmente o Wilstermann é o quarto colocado no campeonato local, com quatro vitórias, um empate e três derrotas.

O técnico é o argentino Cristian Díaz, que chegou a ser pressionado após a derrota por 4×1 para o Real Potosí, no dia 16 de fevereiro. No entanto, a diretoria do clube assegurou em público que o treinador segue para a Libertadores. Destaque para o brasileiro Serginho. O jogador de 35 anos tem três gols em cinco partidas na temporada.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico tem tempo reduzido pra inscrever jogadores pra Libertadores
+ Presidente do Coritiba detona Athletico por dívida da Arena