O Athletico está nas quartas de final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (05), o Furacão bateu o Fortaleza por 1×0 na Arena da Baixada no confronto de volta das equipes. Na ida, no dia 16 de maio, o duelo tinha ficado no 0x0. Desta vez, em um jogo em que teve que trabalhar muito para abrir espaço diante do fechado time do técnico Rogério Ceni, o Rubro-Negro resolveu a situação apenas aos 43 minutos. O adversário do Athletico na próxima etapa – que só acontecerá depois da parada para a realização da Copa América – será decidido por sorteio, na próxima segunda (10).

+ Leia mais: Veja quanto o Furacão leva com a classificação

O time, que já tinha recebido R$ 2,5 milhões apenas por fazer parte da disputa – vale destacar que o Athletico entrou direto nas oitavas de final da competição -, somou mais R$ 3,15 milhões aos cofres por carimbar o passaporte para a próxima fase.

O Furacão foi a campo com a mesma equipe que venceu o Fluminense por 3×0 pelo Campeonato Brasileiro na última rodada. A escolha do técnico Tiago Nunes surpreendeu, já que o lateral-direito Jonathan e o zagueiro Paulo André – antes titulares absolutos – permaneceram no banco de reservas para que Madson e Lucas Halter, respectivamente, seguissem entre os 11 iniciais. Sem Renan Lodi, de fora por conta de sua situação não resolvida com a CBF, Márcio Azevedo permaneceu na esquerda.

O jogo começou com o Athletico tentando a todo custo atacar enquanto o Fortaleza se preocupava em defender. O Furacão encontrava dificuldades em impor seu jogo agressivo uma vez que o Leão parecia ter estudado seu adversário, mas ainda assim os donos da casa criaram oportunidades ainda no primeiro tempo. A estratégia do time cearense era esperar uma chance para tentar resolver a situação em um contra-ataque.

+ Também na Tribuna: Furacão tenta liberação de Rena Lodi

Crescendo aos poucos na partida, as melhores finalizações do Rubro-Negro foram criadas na reta final do primeiro tempo. Aos 35 minutos, Bruno Guimarães lançou e Nikão, na esquerda, cabeceou. A bola antes de sair passou na frente de Marco Ruben que perdeu a oportunidade de estufar as redes.

Aos 43, Madson recebeu um inteligente passe de Bruno Guimarães – que tirou os marcadores da jogada – para avançar pela direita e, quase da linha de fundo chutou cruzado, mas a bola não entrou. Aos 44, o zagueiro Léo Pereira arriscou de fora da área e exigiu que Felipe Alves pulasse no canto. A bola carimbou a trave e foi para fora.

Visivelmente disposto a resolver o jogo no tempo regulamentar, o Furacão continuou imprimindo seu ritmo, mas faltava capricho nas finalizações. Aos 13 minutos, foi a vez de Bruno Guimarães finalizar e fazer com que Felipe Alves trabalhasse para mandar a bola para escanteio. Quanto mais o Furacão tentava marcar o gol decisivo, mais o Fortaleza se posicionava fechado, valorizando o empate sem gols.

A tentativa de balançar as redes era tanta que o técnico Tiago Nunes tirou dois jogadores de contenção (Wellington e Lucho González) para dar espaço a dois atacantes: Marcelo Cirino e Bruno Nazário. Mas ainda assim, o ‘paredão’do Leão era impossível de ser ultrapassado. O time de Rogério Ceni era tão incisivo em defender que Carlinhos, aos 36 minutos, fez falta grave em cima de Cirino e foi expulso.

Quando tudo se encaminhava pra disputa de penalidades, Marcon Ruben apareceu de cabeça pra resolver a parada, depois do cruzamento preciso de Madson. Santos ainda operou um verdadeiro milagre já nos descontos, mas o placar já estava sacramentado.

FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL
Oitavas de final – Jogo de volta

Athletico 0x0 Fortaleza

Athletico
Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo (Braian Romero); Wellington (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães e Lucho González (Bruno Nazário), Nikão; Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Fortaleza
Felipe Alves; Gabriel Dias (Dodô), Quintero, Roger e Carlinhos; Felipe, Araruna, Marlon, Romarinho, Osvaldo (Júnior Santos) e Marcinho (Tinga).
Técnico: Rogério Ceni

Local: Arena da Baixada (Curitiba)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (FIFA-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (FIFA – SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (FIFA – SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (FIFA – SP)
Gol: Marco Ruben, 43 do 2º.
Cartões amarelos: Lucho González, Márcio Azevedo (CAP);
Cartão vermelho: Carlinhos – duplo amarelo (FOR)

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!