Atacante interessa ao São Paulo, Corinthians e até ao Barcelona.

Enquanto o meia David Ferreira é aguardado no CT do Caju, o atacante Lima poderá deixar o Atlético e não são poucas as equipes interessadas. Com a escassez de bons atacantes no mercado, o maior artilheiro do Rubro-Negro na temporada despertou o interesse de São Paulo, Corinthians e até mesmo do Barcelona. Até agora, nenhuma proposta oficial surgiu, mas a preferência do jogador é permanecer no clube.

?Eu estou aqui em São Paulo para tratar de outros assuntos e fui procurado. Tem coisa do São Paulo, do Corinthians, do Barcelona, mas nada oficial. São terceiros, mas com ligações nesses clubes?, revela Dico Xavier, procurador do atleta. Segundo ele, as negociações não foram abertas porque nenhum desses clubes fomalizou proposta. ?Eu pedi para mandarem uma proposta oficial e amanhã eles deverão mandar alguma coisa?, antecipa.

Essas propostas seriam dos clubes brasileiros. Tanto São Paulo quanto Corinthians precisam correr para ter Lima. O atleticano já atuou em seis jogos e não poderia mais vestir a camisa rubro-negra no Campeonato Brasileiro para poder defender outra equipe no país ainda este ano. ?De qualquer forma, a resposta não sou eu quem vai dar e sim o Atlético?, aponta Xavier.

A razão para isso é a gratidão que ele e o próprio atacante têm pelo clube da Baixada. ?Quando o Atlético contratou o Lima ele estava por baixo. Ele se recuperou e nós estamos muito agradecidos?, destaca. Assim, segundo o procurador, uma saída agora seria somente por uma grande proposta. ?Uma coisa grande na qual o Atlético seria beneficiado?, acena. Com contrato até 31 de dezembro, Lima pertence 40% a empresa Nova Era, 30% ao Cruzeiro e 30% ao Atlético.

Reforço

Enquanto isso, o colombiano David Ferreira é aguardado no CT do Caju para a realização dos exames médicos e para a assinatura de contrato até o final do ano. A diretoria ainda continua na busca de reforços e tenta Julio dos Santos e Santiago Salcedo, ambos do Cerro Porteño.

Edmundo é a próxima preocupação de Lopes

Depois de conseguir neutralizar Robinho, do Santos, o técnico Antônio Lopes monta o time para tentar segurar a principal estrela do Figueirense, o atacante Edmundo. Os zagueiros Danilo e Durval já estão de sobreaviso enquanto a armadilha para prender o Animal está sendo montada no CT do Caju. Tudo para o Atlético conseguir os primeiros pontos no campeonato brasileiro. A partida contra os catarinenses está programada para as 16h de sábado, no Couto Pereira.

"O Edmundo é um jogador especial, um jogador talentoso e, apesar da idade, tem uma condição física muito boa, que eu conheço bem, e ele vai merecer um cuidado especial", revela o técnico Antônio Lopes. Ele fala de cadeira, já que dirigiu o Animal no Vasco. Juntos conquistaram o Brasileirão de 1997. "Não podemos deixá-lo à vontade porque deixando ele à vontade ele pode nos complicar", destaca.

Se o treinador revela que Edmundo estará sempre acompanhado de perto, ele esconde a fórmula para prendê-lo. "Isso aí vocês (jornalistas) vão ver durante o jogo", despista. Os jogadores também não querem revelar o segredo para prender o Animal. "Por enquanto, o Lopes não passou nada. Seria marcação por zona, mas não sei se ele vai mudar esse pensamento, mas por enquanto está assim", revela o zagueiro Durval, que foi um dos responsáveis por evitar as pedaladas de Robinho na Arena, semana passada.

Esse mistério também faz parte da seriedade que o time está tendo na intertemporada no CT do Caju. Até as possíveis brincadeiras com o apelido de Edmundo estão sendo evitadas. "A gente vai marcar sem dar espaços e nada de polêmica", aponta o zagueiro Danilo, ao ser questionado qual seria a fórmula para prender o Animal.

Nos trabalhos de ontem, Lopes treinou exaustivamente o setor defensivo. Forçou as jogadas aéreas e a marcação individual na área. Já começava a escurecer quandos o treino foi interrompido para que os jogadores pudessem se recuperar na banheira de hidromassagem. A única ausência nos trabalhos foi o volante Cocito. De acordo com o departamento médico do clube, ele está sentindo dores musculares normais pelo trabalho forte, mas deverá estar presente na partida contra o Figueirense. Caso ele não possa atuar, seu substituto deverá ser Ticão, que treinou entre os titulares.

Julgamento do técnico será hoje

O técnico Antônio Lopes, do Atlético, será julgado hoje pelo STJD, ainda devido a declarações que deu quando era contratado do Coritiba. Ele foi julgado e condenado a 60 dias de suspensão devido a insinuações na imprensa contra o árbitro Evandro Rogério Romann, nas semifinais do campeonato paranaense. No recurso, acabou sendo absolvido, mas o procurador do TJD da Federação Paranaense pediu a manutenção da pena no tribunal do Rio de Janeiro.

Com o pedido do procurador David Bruel, Lopes volta ao banco dos réus com base no artigo 188 do CBJD. A pena pode ser até 60 dias de suspensão e mesmo que o treinador tenha trocado de clube terá que ser cumprida no rubro-negro. O treinador, agora na Baixada, disse nos microfones que havia um esquema para favorecer o Atlético nas finais do estadual.

ETA se reúne com Expoente

Depois de preparar a campanha ?Xô Expoente?, representantes do Esquadrão da Torcida Atleticana (ETA) se encontrarão hoje de manhã com a direção do colégio. A pauta não foi definida, mas a instituição de ensino deve explicar à organizada suas razões para a disputa pelo terreno vizinho à Arena.

Independentemente do resultado da reunião, o ETA lança às 19h a campanha que prega a saída da colégio do terreno em litígio. ?Vamos escolher a logomarca da campanha e ganhar as ruas. Será um movimento forte, mas de alto nível?, garante o presidente do ETA, Doático Santos. A cerimônia acontece no calçadão da Arena, com show de pagode.

Hoje também o secretário-chefe da Casa Civil, Caíto Quintana, recebe o advogado do Expoente no caso. De acordo com Doático, Caíto obteve ordem do governador Roberto Requião para convidar separadamente representantes do Atlético e do colégio na semana que vem.