O Arsenal foi o vencedor do clássico com o Manchester United, neste sábado (8). No Emirates Stadium, em Londres, os donos da casa bateram os visitantes por 2 a 1, pela 12ª rodada do Campeonato Inglês. Com a vitória, que acabou com uma invencibilidade de 12 jogos do Manchester incluindo também jogos da Liga dos Campeões, o Arsenal subiu para a terceira posição, com 23 pontos.

O Manchester, que teve interrompida a sua arrancada na competição, mantém os 21 pontos e perde a terceira colocação para o rival. O time de Cristiano Ronaldo, no entanto, ainda tem um jogo a menos que as demais equipes.

Os times fizeram um jogo movimentado, com boas oportunidades para ambos os lados. Logo aos 8 minutos, Berbatov balançou as redes para o Manchester, mas o árbitro assinalou impedimento. Bendtner, de cabeça, respondeu para o Arsenal e levou perigo ao gol de Van der Sar.

Aos 21, Samir Nasri aproveitou rebote de Berbatov, que ajudava na defesa, e finalizou da entrada da área. O francês ainda contou com um desvio de Gary Neville para enganar o goleiro e inaugurar o placar. Na seqüência, Cristiano Ronaldo quase empatou em cobrança de falta.

E foi novamente o Arsenal que movimentou o placar. Aos 2 minutos da segunda etapa, após boa troca de passes no meio-campo, Fábregas achou Nasri na entrada da área, de frente para o gol. O atacante chutou forte, no canto direito, sem defesa para o goleiro, e marcou o segundo gol na partida.

A vantagem no placar reduziu o ritmo do Arsenal. O Manchester passou a dominar a posse de bola, mas não conseguia criar boas jogadas. Os visitantes só descontaram aos 45, com o brasileiro Rafael, que entrou no lugar de Neville no segundo tempo. O ex-lateral-direito do Fluminense aproveitou rebote, dominou a bola no peito e finalizou para anotar o seu primeiro gol com a camisa da equipe.

Também neste sábado, Wigan Athletic e Stoke City não passaram do 0 a 0. Ainda pela 12ª rodada, Sunderland recebe o Portsmouth, o West Ham enfrenta o Everton, Hull City encara o Bolton Wanderers e o Liverpool pega o West Brom.