O Arsenal fazia tudo certo neste domingo até os 35 minutos do segundo, quando relaxou e sofreu uma virada impressionante do Wigan, que pode ter enterrado de vez as chances de título do time no Campeonato Inglês. Fora de casa, a equipe londrina vencia por 2 a 0, mas acabou perdendo por 3 a 2 e não conseguiu aproveitar o vacilo do líder Chelsea.

Restando três rodadas para o fim da competição, o Arsenal permanece em terceiro, com 71 pontos, a seis do Chelsea, que perdeu do Tottenham no sábado. O segundo colocado é o Manchester United, que soma 76 pontos e ainda está na briga direta com o líder. O Wigan, por sua vez, praticamente conseguiu o seu objetivo de permanecer na primeira divisão com a vitória, indo a 35 pontos, no 15.º lugar.

Precisando vencer para diminuir a diferença em relação ao Chelsea, o Arsenal foi superior no primeiro tempo, mas só conseguiu o seu gol já aos 41 minutos, quando Walcott recebeu na frente, se livrou da marcação e tocou na saída do goleiro. O placar foi ampliado na segunda etapa. Logo com três minutos, Silvestre marcou de cabeça, após cobrança de escanteio.

Tudo ia bem para o Arsenal até que Watson fez o primeiro do Wigan, aproveitando a bola rolada para trás na área e batendo de primeira. O empate dos anfitriões veio já aos 44. Depois do escanteio, o goleiro Fabianski largou a bola e Bramble fez de cabeça. Nos acréscimos, o francês Zogbia acertou um belo chute de fora da área, decretando a virada do Wigan.