enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

Arrascaeta marca no fim, Flamengo bate Vasco nos pênaltis e fatura a Taça Rio

  • Por Estadão Conteúdo

O Campeonato Carioca pode carecer, em alguns momentos, de qualidade técnica e organização. A emoção, no entanto, quase sempre está presente. Neste domingo, os reservas do Flamengo venceram o Vasco nos pênaltis depois de buscarem o empate em 1 a 1 com um gol no último lance da partida e conquistaram a Taça Rio, o segundo turno do Estadual.

Como no clássico da Taça Rio, o jogo terminou empatado e com gol nos acréscimos, desta vez flamenguista. Depois de abrir o placar com o jovem Tiago Reis, o Vasco perdeu chances preciosas no contra-ataque, abriu mão de jogar em boa parte do segundo tempo e chamou o Flamengo para seu campo. No final dos acréscimos, quase no último lance do jogo, Arrascaeta marcou de cabeça e forçou as penalidades.

Nos pênaltis, só Rodinei errou para o Flamengo, enquanto que Rossi, Tiago Reis e Werley desperdiçaram do lado vascaíno, dando o título ao time rubro-negro.

O desfecho da Taça Rio, muito positivo para o Fluminense, que seria eliminado do torneio caso o Vasco vencesse, opõe nas semifinais do Campeonato Carioca o Flamengo e Fluminense e o Vasco terá como adversário o Bangu. Os dois jogos serão no próximo final de semana. Antes disso, na quarta-feira, o time rubro-negro enfrenta o Peñarol, do Uruguai, no Maracanã, em duelo da terceira rodada da primeira fase da Copa Libertadores.

O JOGO – O duelo opôs dois times com propostas distintas. Mesmo sem um titular em campo, o Flamengo buscou mais o jogo no primeiro tempo e apostou, sobretudo, em Vitinho e Arrascaeta, além do jovem Lucas Silva. O Vasco teve até mais posse de bola, mas não incomodou o rival. Vitinho foi o destaque da primeira etapa. O atacante rubro-negro finalizou quatro vezes e, na mais perigosa deles, acertou chute forte muito perto do gols de Fernando Miguel. De cabeça, Thuler também assustou.

Na etapa final, os ataques, enfim, funcionaram. O Vasco, extremamente aguerrido e disciplinado em campo, contou com a estrela de sua joia mais valiosa para marcar: Tiago Reis. Aos nove minutos, depois de escanteio da esquerda, o atacante subiu mais alto na primeira trave e cabeceou no canto oposto em que estava. A bola ainda bateu na trave antes de entrar no gol de César.

Depois de abrir o placar, o Vasco praticamente abriu mão de jogar. Limitou-se a se defender e a postura, mesmo que muito aguerrida por parte dos jogadores, custou caro. Na pressão final, o Flamengo, depois de uma blitz meio desordenada, empatou a partida com Arrascaeta. O uruguaio, contratação mais cara da história do clube, testou firme cruzamento de Bill da direita e deixou tudo igual aos 48 minutos.

Nos pênaltis, Rodinei parou em Fernando Miguel e está foi a única notícia boa para os vascaínos já que Rossi mandou para fora, Tiago Reis teve seu pênalti defendido por César e Werley mandou para a lua a chance de o Vasco ser campeão.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 (1) x (3) 1 FLAMENGO

VASCO – Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Werley, Leandro Castan (Ricardo) e Danilo Barcelos; Bruno Silva (Raul), Lucas Mineiro e Bruno César (Thiago Galhardo); Rossi, Tiago Reis e Marrony. Técnico: Alberto Valentim.

FLAMENGO – César; Rodinei, Thuler (Bill), Rhodolfo e Trauco; Hugo Moura, Ronaldo (Vinícius) e Arrascaeta; Vitinho, Lucas Silva (Vitor Gabriel) e Uribe. Técnico: Leomir (auxiliar).

GOLS – Tiago Reis, aos nove, e Arrascaeta, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Werley, Bruno César, Bruno Mineiro (Vasco); Trauco, Thuler e Vinícius(Flamengo).

ÁRBITRO – Rodrigo Nunes de Sá.

RENDA – R$ 1.361,328,00.

PÚBLICO – 34.776 pagantes (38.787 no total).

LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas