Sem Jonathan e Alex Sandro, negociados, Danilo, na seleção sub-20, e Léo, suspenso, Muricy Ramalho teve que radicalizar nas laterais contra o Ceará. Deslocou Pará para a esquerda e deu uma chance ao novato Leandro Silva na direita. O jovem não foi bem, saiu no meio do primeiro tempo, e Arouca acabou assumindo a posição. Foi bem, criou o lance do gol de Borges, e já fala em aceitar ser improvisado mais vezes.

“Eu fico feliz de ter ajudado, já que houve a necessidade na partida. Então, se o Muricy precisar de mim outra vez nesta posição, eu vou. Estou aqui para ajudar. Vou até de goleiro se precisar”, disse o volante.

O jogador, mesmo em ótima fase, terá trabalho para manter a titularidade no meio-campo. Tem a concorrência de Henrique, recém-contratado, e Danilo, que foi titular durante boa parte da campanha da Libertadores. A tendência é que o jogador da seleção sub-20, quando voltar, seja deslocado para a lateral-direita.

Contra o Corinthians, com Léo retornando de suspensão, Pará deve ser o titular pela direita, com Arouca voltando ao meio. Independente da posição em que atuar, o volante revelado pelo Fluminense quer ajudar o Santos a se recuperar no Brasileirão.

“A gente está bem focado, porque precisamos sair desta situação de estar embaixo na tabela. Do outro lado, o Corinthians está querendo voltar para a liderança. Vai ser um jogo disputado e quem errar menos vai sair com a vitória”, disse Arouca.