A árbitra Silvia Regina, de 43 anos, anunciou em seu blog que não apitará mais jogos profissionais de futebol e que a partir de agora irá trabalhar na formação de novos árbitros e assistentes.

Silvia alega que os árbitros têm limite de idade para atuar e que seu momento no futebol se encerrou. Ela foi a primeira mulher a apitar um jogo profissional entre homens, tendo se destacado no muito no Paulista de 2001.

Sua carreira ficou marcada por ter determinado como gol válido o chute de um gandula na partida entre Santacruzense e Atlético Sorocaba pela Copa FPF 2006. Depois disso, pouco apareceu.