O Brasil conquistou, na noite do último domingo, em Porto Rico, o bicampeonato da Copa América ao bater a seleção local por 61 a 60. Após o feito, o técnico da seleção masculina, Moncho Monsalve, destacou a união do grupo brasileiro como grande diferencial da equipe.

“É um grupo incrível e fantástico. Com certeza, a amizade que eles têm dentro e fora da quadra e mais a união e o respeito fizeram a diferença. Posso estar sendo repetitivo, mas não vou me cansar de elogiar esses jovens. Os jogadores entenderam que somente com um jogo coletivo poderíamos conquistar as vitórias. E foi o que aconteceu”, ressaltou Moncho, que depois ainda reforçou: “Eles têm muito talento e criatividade, mas precisavam jogar como equipe. Também foi importante a confiança entre os atletas e a comissão técnica”.

O comandante da seleção brasileira também exaltou o crescimento do setor defensivo do Brasil, que antes só se destacava pela sua força no ataque. “O poderio ofensivo do Brasil sempre foi extraordinário. Mas eles aprenderam a valorizar ao máximo a posse de bola, tiveram mais tranquilidade e continuidade no ataque. Com isso, tomamos menos contra-ataques e a defesa mostrou a sua força. Esse equilíbrio defensivo e ofensivo foi fundamental para as vitórias. Os meninos jogaram sem egoísmo”, disse Moncho.

Com a vaga assegurada no Mundial de 2010, na Turquia, graças ao desempenho na Copa América, agora o Brasil já começa a pensar em conquistar medalhas em competições de primeiro nível do basquete internacional em um futuro próximo, mesmo que não seja já no próximo Mundial.

“Todos sabem que alguns jogadores não puderam estar aqui (em Porto Rico) por problemas pessoais ou de contusão. Mas os 12 que honraram a camisa verde-amarela provaram a força do basquete brasileiro. Na Turquia, se o Brasil puder contar com sua força máxima ficará seguramente entre os seis primeiros colocados. E a partir daí poderá brigar por uma medalha, com todo respeito aos Estados Unidos, Argentina e países da Europa”, opinou Moncho.

Após a conquista da Copa América, a seleção brasileira desembarca no País no início da manhã desta terça-feira, enquanto Moncho Monsalve foi para a Espanha, sua terra natal. Já os alas Marcelinho Machado e Tavernari foram para os Estados Unidos, enquanto o ala-armador Duda permaneceu em San Juan, Porto Rico.