Um dia depois de conquistar o título do Aberto da Austrália, o sérvio Novak Djokovic consolidou ainda mais o seu posto de terceiro colocado do ranking mundial e, de quebra, ficou muito próximo de alcançar o suíço Roger Federer, atual vice-líder. Agora, ele está apenas 85 pontos atrás do recordista de títulos de Grand Slam, segundo apontou a nova listagem divulgada nesta segunda-feira pela ATP.

E o feito obtido nas quadras de Melbourne deixou o tenista da Sérvia confiante na possibilidade de, em um futuro próximo, conseguir alcançar até mesmo o líder disparado do ranking, o espanhol Rafael Nadal, que tem 12.390 pontos – Djokovic hoje possui 7.880.

“O número 1 continua sendo meu objetivo e vou fazer de tudo para consegui-lo. Todos os anos tenho as mais altas ambições, creio em minha qualidade e provei que posso ganhar Grand Slam se suportar a pressão. É um trabalho de consistência para que consiga ir subindo no ranking”, ressaltou Djokovic, nesta segunda, dia em que posou para fotos com o troféu do Aberto da Austrália nas ruas de Melbourne.

Atrás do tenista da Sérvia, o sueco Robin Soderling e o britânico Andy Murray, vice-campeão na Austrália, se mantiveram nas respectivas quarta e quinta posições na ATP. A única mudança de posições no top 10 em relação à atualização passada do ranking envolveu o espanhol David Ferrer. Por ter eliminado Rafael Nadal e avançado às semifinais em Melbourne, ele passou a ser o sexto do mundo, desbancando o checo Tomas Berdych para o sétimo lugar.

Entre os tenistas brasileiros, Thomaz Bellucci se manteve como número 1 do País, mas caiu da 30.ª para a 31.ª colocação. Já Ricardo Mello permaneceu na 77.ª posição, enquanto Marcos Daniel ganhou dois postos e agora é o 91.º.

Ranking da ATP, 31/1:

1.º Rafael Nadal (ESP), 12.390 pontos

2.º Roger Federer (SUI), 7.965

3.º Novak Djokovic (SER), 7.880

4.º Robin Soderling (SUE), 5.955

5.º Andy Murray (GBR), 5.760

6.º David Ferrer (ESP), 4.570

7.º Tomas Berdych (RCH), 4.270

8.º Andy Roddick (EUA), 3.385

9.º Fernando Verdasco (ESP), 3.240

10.º Jurgen Melzer (AUT), 2.955

11.º Mikhail Youzhny (RUS), 2.920

12.º Gael Monfils (FRA), 2.560

13.º Nicolas Almagro (ESP), 2.160

14.º Stanislas Wawrinka (SUI), 2.125

15.º Ivan Ljubicic (CRO), 1.965

16.º Mardy Fish (EUA), 1.956

17.º Sam Querrey (EUA), 1.860

18.º Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 1.715

19.º David Nalbandian (ARG), 1.655

20.º Marin Cilic (CRO), 1.600

31.º Thomaz Bellucci (BRA), 1.355

77.º Ricardo Mello (BRA), 622

91.º Marcos Daniel (BRA), 564

111.º João Souza (BRA), 506

161.º Rogério Dutra Silva (BRA), 337

178.º Thiago Alves (BRA), 303