Depois de colocar três duplas no pódio do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, o Brasil segue sendo soberano no Circuito Mundial. Nesta quarta-feira, na abertura da chave principal do Grand Slam da Gstaad (Suíça), as brasileiras tiveram um dia quase perfeito, com oito vitórias em nove possíveis. Só Maria Clara/Carol, que não foi ao Mundial, teve uma estreia ruim.

As campeãs mundiais foram perfeitas. Ágatha/Bárbara Seixas não se desconcentraram depois da conquista na Holanda e venceram os dois primeiros jogos na Suíça por 2 a 0. Bateram as alemãs Bieneck/Grossner (21/13 e 21/19) e as canadenses Valjas/Broder (21/19 e 21/15).

Medalhistas de prata no Mundial, Fernanda Berti e Taiana formam apenas a quarta dupla brasileira do ranking. Por isso, precisam jogar o qualifying dos principais eventos. Elas furaram o quali na terça e, nesta quarta, também ganharam dois jogos por 2 a 0. Passaram pelas austríacas Schwaiger/Hansel (21/16 e 21/18) e pelas russas Ukolova/Birlov (21/16 e 22/20).

Juliana e Maria Elisa reencontraram Laboureur/Sude, da Alemanha, dupla da qual as brasileiras perderam na fase de classificação do Mundial. Nesta quarta a história foi outra, com vitória do Brasil por 2 a 1 (21/11, 19/21 e 15/12). Antes, Juliana/Maria Elisa haviam batido Take/Mizoe, do Japão, com duplo 21/18.

No Grupo A estão duas duplas brasileiras, que se enfrentaram nesta quarta-feira. Larissa/Talita fez 2 a 0 (21/10 e 21/11) sobre Maria Clara/Carol. As irmãs cariocas, que ficaram fora do Mundial, já haviam perdido, antes, para Fendrick/Sweat (EUA), por 2 a 0 (21/13 e 21/16). Já Larissa e Talita, eliminadas nas oitavas do Mundial, começaram o Grand Slam de Gstaad ganhando de Ma/Xia, da China, com parciais de 21/16 e 21/13.

A chave feminina segue na quinta-feira com a última rodada da fase de grupos, apenas. Para sexta-feira estão previstas três fases eliminatórias. Já a chave masculina começa na quinta, com duas rodadas da primeira fase. O Brasil tem três times: Alison/Bruno Schmidt, Evandro/Pedro Solberg e Ricardo/Emanuel. Álvaro Filho/Vitor Felipe não competem em Gstaad porque vão para o Pan de Toronto.