Uma das mais polêmicas personagens da Olimpíada, a corredora sul-africana Caster Semenya, 21, classificou-se à final dos 800 m dos Jogos Olímpicos de 2012, na tarde de hoje. Para competir entre mulheres, ela precisou se submeter a um teste de feminilidade. Campeã mundial em 2009 e vice em 2011, Semenya foi porta-bandeira da delegação da África do Sul na cerimônia de abertura de Londres-2012. Na semifinal, hoje, ela correu em 1min57s67. O segundo melhor tempo foi da russa Elena Arzhakova: 1min58s13.

Ainda avançaram as quenianas Janeth Busienei e Pamela Jelimo, a americana Alysia Johnson Montano, a russa Mariia Savinova, a burundinesa Francine Niyonsaba.