O brasileiro Felipe Massa subiu ao pódio pela primeira vez na temporada na última corrida ao terminar o GP da Espanha na terceira colocação, mas agora quer ainda mais. Ele espera aproveitar a sua boa fase e a competitividade da Ferrari para vencer o GP de Mônaco e encerrar o seu longo jejum na Fórmula 1, que vem desde o GP do Brasil de 2008. “Temos que atingir o nosso objetivo de lutar pelo pódio em todas as corridas e, claro, o que eu realmente quero é conseguir uma vitória em breve”, comentou.

Em Mônaco, Massa conquistou a pole position em 2008, quando concluiu a prova na terceira colocação. O brasileiro, aliás, nunca triunfou nas ruas de Montecarlo, mas obteve outro terceiro lugar, em 2007, e se recordou da oportunidade em que garantiu o primeiro lugar no grid de largada em prova que acabou sendo vencida pelo inglês Lewis Hamilton.

“Estar na pole em Mônaco foi uma sensação fantástica. Eu tinha um grande carro em 2008, e eu também estava lutando pela vitória, mas, infelizmente, a corrida foi disputada na chuva naquele ano e tantas coisas aconteceram que no final eu fui o terceiro”, lembrou.

Massa avaliou que o circuito de Montecarlo possui peculiaridades em relação ao restante do calendário da Fórmula 1. Para o brasileiro, as dificuldades obrigam os pilotos a redobrarem a atenção, pois os efeitos de um erro são bem mais graves em comparação com os cometidos em outras pistas.

“Eu não acho que uma parte do circuito é particularmente mais difícil do que a outra”, afirmou. “Cada curva é difícil e um grande desafio, por isso, para conseguir uma volta perfeita aqui, você deve pilotar todas as vezes 100%. Em algumas pistas, se você cometer um pequeno erro em uma curva, você pode compensar isso em outro lugar na volta, mas em Mônaco, o menor erro em um ponto, faz você perder muito tempo de volta e é isso que o torna um lugar fantástico para pilotar”, completou.