Os jogadores da seleção brasileira se apresentaram ao técnico Luiz Felipe Scolari ao meio-dia deste domingo. A maioria tirou o dia de folga após a vitória por 4 a 2 sobre a Itália para ficar com seus familiares. O hotel onde a delegação está hospedada em Salvador teve uma manhã agitada com a presença dos atletas, que normalmente ficam enfurnados em seu quartos ou em áreas restritas e reservadas. O clima era de muita festa e tranquilidade. Um grupo de torcedores também se posicionou do lado de fora do hotel, que dá para a praia. Um tapume amarelo foi colocado para dar mais privacidade ao elenco.

Fred era o mais requisitado. O atacante mudou o astral depois do dois gols feitos contra os italianos. Atendeu a todos com muita simpatia. Praticamente ele colocou o Brasil no jogo de Belo Horizonte, cidade onde morou quando defendeu o América Mineiro e o Cruzeiro. O atacante disse que não vê a hora de reencontrar sua filha, de quem está longe há 25 dias.

Enquanto Fred dava autógrafos para os hospedes, Lucas e Marcelo brincavam com o jogador já em seus quartos. De modo geral, os companheiros reconheceram a importância do jogador do Fluminense para a seleção e o carisma que ele já tem no grupo. Fred estava meio chateado porque não marcou gols contra Japão e México. Sua intenção era fazer um gol por partida. Na somatória, ainda está devendo um. Mas os gols em fizeram com que o atacante voltasse a sorrir.

A delegação embarca na tarde deste domingo para Minas Gerais para resolver o penúltimo capítulo da Copa das Confederações, provavelmente diante do Uruguai, um adversário duro e de muita tradição. O Uruguai joga neste domingo com o fraco Taiti, que tomou 10 gols das Espanha. Para o confronto da semifinal, Felipão deverá voltar com o time base, com Paulinho no lugar de Hernanes, e David Luiz no lugar de Dante. A seleção joga quarta-feira no Mineirão, já com todos os ingressos vendidos par este jogo.

MERCADO – Nos bastidores, o goleiro Julio Cesar ainda vive a expectativa de assinar com a Roma, da Itália, embora ainda não tenha nada confirmado. Ele é jogador do Queen Park Rangers. E Bernard, do Atlético-MG, que entrou no segundo tempo da partida contra a Itália, negocia com Porto e Shakhtar Donetsk, para onde foi seu colega Fernando, do Grêmio. O Tottenham teria desistido do negócio. O presidente do clube mineiro, Alexandre Kalil, pede 25 milhões de euros pelo atacante de “pernas alegres”, como disse Felipão.