O meia Diego viveu dois dias de emoções opostas no Flamengo. Após ser intimidado e quase agredido por alguns torcedores no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, na última sexta-feira, foi recebido com festa no desembarque em Fortaleza, marcou um dos gols na vitória por 3 a 0 sobre o Ceará e foi comemorar nos braços da torcida rubro-negra presente na Arena Castelão no último domingo. Nesta segunda, na volta ao Rio, o jogador pediu calma nos momentos de tensão e garantiu estar pronto para as eventuais cobranças.

“Nesse momento, se a gente puder manter a calma sempre ajuda. É um momento de muita tensão em que qualquer atitude brusca pode gerar violência e consequência às vezes irreparáveis”, disse. “Nos não temos problemas em sermos cobrados mas tem que ser da maneira correta para que possa surtir algum efeito”, acrescentou.

O meia e boa parte do elenco rubro-negro vinham recebendo cobranças pelas más atuações e os resultados na Copa Libertadores. A pressão foi amenizada com a boa vitória do Flamengo em Fortaleza, mas Diego garante estar pronto para receber críticas. “Eu sei o que eu posso e o que eu preciso fazer. As críticas fazem parte da minha profissão. O importante foi que desta vez a bola entrou e tudo fica mais fácil e o positivo aparece muito mais”, afirmou o meia.

Diego já havia garantido após o triunfo sobre o Ceará que ficaria no Flamengo mesmo que tivesse que andar escoltado por seguranças. Nesta segunda-feira, reafirmou o carinho que tem pelo clube e explicou por que se jogou no meio dos torcedores para comemorar o gol.

“Na verdade, já comemorei daquela forma algumas vezes. Eu procurei demonstrar o que venho demonstrando, pelo menos tentando, que é sempre o meu carinho por esse clube e por essa torcida. E obviamente que ontem foi uma vitória muito importante e foi um gol num momento excelente, o que me deixa muito feliz e satisfeito”, concluiu.

O Flamengo se reapresenta aos treinos nesta terça-feira para a única atividade antes da partida contra a Ponte Preta, marcada para quarta, às 19h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.