Cerca de um mês depois de anunciar sua saída do Barcelona, ao final do contrato agora em junho, o lateral francês Eric Abidal acertou nesta segunda-feira seu retorno ao Monaco, clube onde começou a carreira. Prestes a completar 34 anos – faz aniversário em 11 de setembro -, ele assinou vínculo por uma temporada, com opção por renovação por mais uma.

Abidal está praticamente há dois anos sem jogar regularmente. Em março de 2011, ele retirou um tumor do fígado. Cerca de um ano depois, quando estava retornando ao time do Barcelona, precisou passar por um transplante de fígado, o que o deixou mais um ano afastado dos gramados. Finalmente recuperado, foi liberado para retornar em março, mas pouco jogou desde então.

Com o fim do contrato agora em junho, o Barcelona não quis renovar o vínculo, mas chegou a lhe oferecer o cargo de diretor das categorias de base do clube. Abidal optou, no entanto, por continuar a carreira como jogador e se despediu do clube espanhol. Agora, cerca de um mês depois, ele fechou com o Monaco, onde começou a jogar profissionalmente há 13 anos.

Depois do começo no Monaco, Abidal ainda passou por Lille e Lyon antes de chegar ao Barcelona em 2007. No clube espanhol, ele foi titular daquele incrível time comandado pelo técnico Pep Guardiola, que conquistou todos os títulos possíveis do futebol mundial. Agora, depois de superar a grave doença, o defensor tenta retomar a carreira na antiga casa.

Com 61 jogos com a camisa da seleção da França, incluindo nas duas últimas edições da Copa do Mundo, Abidal é mais um grande reforço contratado pelo Monaco para a próxima temporada, quando voltará a disputar a divisão de elite do Campeonato Francês. Com investimentos do bilionário russo Dmitry Rybolovlev, que comprou o clube recentemente, já chegaram nesta janela de transferências o zagueiro português Ricardo Carvalho, o volante francês Toulalan, o volante português João Moutinho, o meia colombiano James Rodriguez e o atacante colombiano Falcao Garcia.