Após uma batalha de 5h41min, o francês Paul-Henri Mathieu derrubou o norte-americano John Isner por 3 sets a 2, com parciais de 6/7 (2/7), 6/4, 6/4, 3/6 e 18/16, na segunda partida mais longa da história de Roland Garros. Isner chegou a salvar seis match points antes de ceder a vitória ao tenista da casa.

Com a vitória, nesta quinta-feira, o francês avançou à terceira rodada e deu sequência ao seu surpreendente bom retorno ao circuito profissional. Por conta de seguidas lesões, o ex-número 12 do mundo ficou afastado das principais competições nas últimas temporadas e caiu no ranking. Atual número 261 do ranking, só entrou em Roland Garros a convite da organização.

Mathieu já havia disputado um jogo de 5 sets na estreia, quando venceu o alemão Bjorn Phau. Desta vez, superou o 11º do ranking na melhor-de-cinco sets. “Eu jogo tênis para poder viver momentos como esse. Agradeço a todos por ficarem aqui até o final”, declarou o francês, diante da torcida.

O equilibrado duelo só não superou o confronto entre Arnaud Clement e Fabrice Santoro na edição de 2004. Santoro venceu o compatriota por 6/4, 6/3, 6/7 (7/5), 3/6, 16/14 em 6h33min, em uma partida que só foi encerrada no dia seguinte por falta de iluminação natural.

Por coincidência, Isner já havia protagonizado uma maratona semelhante em 2010. Na ocasião, ele e outro francês, Nicolas Mahut, bateram recordes históricos e registraram a partida mais longa da história, em Wimbledon. Isner venceu por 3 a 2, após 11h5min, em um jogo que foi disputado em três dias. O americano ainda superou o recorde de aces, com 113 – Mahut cravou 103.

Conhecido pelo seu potente saque, Isner não aliviou e exibiu 41 aces. Ele ainda cravou 107 bolas vencedoras – contra 69 do adversário. O bom serviço e os golpes decisivos, contudo, não foram suficientes para superar o guerreiro Mathieu, que vibrava muito a cada ponto marcado nos últimos games da partida.

Apoiado pela torcida, o francês não desanimou nem mesmo diante dos seis match points salvos pelo rival e aproveitou um dos 98 erros não forçados de Isner para fechar o jogo – Mathieu registrou 40 erros.

Na terceira rodada, ele enfrentará o vencedor do confronto entre o espanhol Marcel Granollers e o tunisiano Malek Jaziri. O longo duelo entre Mathieu e Isner acabou adiando para sexta o confronto entre a russa Maria Sharapova e a japonesa Ayumi Morita.

RESULTADOS – Ainda nesta quinta-feira avançaram em Roland Garros: Santiago Giraldo (Colômbia), Nicolas Almagro (Espanha), Fabio Fognini (Itália), Eduardo Schwank (Argentina), Julien Benneteau (França), Leonardo Mayer (Argentina), Janko Tipsarevic (Sérvia), Tommy Haas (Alemanha).