Um dia depois de o Internacional ser derrotado pelo CSA por 1 a 0, em Maceió, e amargar o seu quarto tropeço consecutivo no Campeonato Brasileiro, o técnico Odair Hellmann foi demitido pelo clube gaúcho nesta quinta-feira. O treinador estava à frente do time colorado desde novembro de 2017 e acabou não resistindo ao momento ruim vivido pela equipe, que entrou em declínio após o vice-campeonato da Copa do Brasil.

Ao total, Odair dirigiu o Inter em 116 jogos, nos quais acumulou 61 vitórias, 27 empates e 28 derrotas: um aproveitamento de 60,34%. Ao longo desta trajetória, que ele iniciou como técnico interino como substituto do demitido Guto Ferreira nas três rodadas finais da Série B de 2017, o comandante não conseguiu conquistar nenhum título.

Neste ano, além do revés diante do Athletico-PR na decisão da Copa do Brasil, Odair amargou um vice-campeonato gaúcho com o Inter ao ser derrotado pelo Grêmio na final do Estadual. No Brasileirão, a equipe está com 38 pontos na sexta posição e agora começa a ver ameaçada até a sua vaga na fase preliminar da Copa Libertadores de 2020. Com a mesma pontuação dos colorados, que hoje fecham a zona de classificação para o torneio continental, Grêmio e Bahia ocupam as respectivas sétima e oitava colocações.

A demissão do treinador começou a ficar clara que ocorreria logo após a derrota para o CSA, na capital alagoana, onde o vice-presidente colorado, Roberto Melo, confirmou que uma reunião foi marcada para esta quinta-feira para definir a situação do comandante. “Vamos chegar em Porto Alegre, sentar e conversar sobre o que é melhor para o futebol do clube”, avisou.

ADEUS APÓS MARCA HISTÓRICA – E no final da tarde desta quinta-feira, o Inter oficializou a demissão do treinador. Apesar da falta de títulos, Odair completou 20 meses no comando do time em julho passado, se tornando o mais longevo técnico do clube em 40 anos. Ele repetiu um recorde de permanência que havia sido conseguido anteriormente por Rubens Minelli, que fez história com dois troféus do Brasileirão pelo time, em 1975 e 1976, após ter iniciado o seu trabalho no cargo em 1974.

Na nota oficial em que confirmou a saída do técnico, o clube exaltou esta marca de Odair e lembrou que ele também vestiu a camisa do time como jogador, tendo sido campeão gaúcho em 1997. “O Sport Club Internacional comunica que Odair Hellmann deixa o comando técnico do time. Sai também o auxiliar técnico Maurício Dulac. Ex-atleta do clube, Odair assumiu como interino em novembro de 2017 e foi efetivado como treinador após o acesso para a Série A”, destacou o comunicado, que depois completou: “Foram 23 meses e 116 jogos no cargo, sendo o mais longevo desde os anos 70. O clube agradece a todos pelos serviços prestados e deseja sorte na sequência de suas carreiras”.

Antes de alcançar esta marca, em 2018, ano de reconstrução do Inter após a sua volta à elite nacional, Odair liderou o time que terminou o Brasileirão em terceiro lugar e conquistou uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores. E a campanha da equipe foi muito boa neste estágio do torneio continental em 2019, terminando com folga na ponta de uma chave que contou com a presença do River Plate, atual campeão.

Nas oitavas de final, o bom momento foi mantido com duas vitórias sobre o Nacional, do Uruguai, mas nas quartas o Inter acabou sendo eliminado pelo Flamengo. Com a desilusão na competição, o clube passou a focar a conquista do título da Copa do Brasil. A equipe atropelou o Cruzeiro nas semifinais, mas depois sofreu duas derrotas para o Athletico-PR na decisão (1 a 0, em Curitiba, e 2 a 1, em Porto Alegre), fato que elevou a cobrança interna por uma campanha expressiva na continuidade do Brasileirão.

E essa última série de quatro jogos sem vitórias foi suficiente para a diretoria colorada tomar a decisão de demiti-lo. Foi um fim de uma longa trajetória de um ano, dez meses e 15 dias no cargo. O Inter também confirmou nesta quinta que Ricardo Colbachini, técnico do time B do clube, vai comandar o treino da equipe profissional nesta sexta-feira, visando a partida contra o Santos, domingo, às 16 horas, no Beira-Rio, pelo Brasileirão. O elenco colorado não treinou nesta quinta, data do seu retorno de Maceió.