Antônio Lopes dos Santos está de volta ao Atlético. O Delegado foi anunciado como novo treinador do Furacão na tarde de ontem, horas depois de Paulo Bonamigo não conseguir deixar a Portuguesa para assumir o Rubro-Negro.

O sexto treinador a ser sondado pelo clube (após Bona, Cuca, Leão, Sérgio Guedes e Vagner Mancini) acertou para a quarta passagem na Baixada, onde levou o time ao vice-campeonato da Libertadores em 2005.

O acerto também teve dificuldades. Após uma dura campanha no Vasco, ano passado, o Delegado não se interessava em voltar ao futebol, mas foi convencido pelos dirigentes do Atlético.

Ele chegará com seu filho, Antônio Lopes Júnior, como auxiliar. Ambos chegariam a Londrina na noite de ontem, e acompanharão o jogo contra o Fluminense de um camarote.

“Sei das dificuldades do clube no momento. Estamos na zona de rebaixamento, mas acredito que com o trabalho e as excelentes condições que o Atlético oferece podemos sair desta má fase. O importante é que, independente de concordar ou discordar de uma ou outra situação momentânea do clube, todos pensem no Atlético. Só desta forma podemos vamos sair desta incômoda posição que nos encontramos. Nosso grupo tem ótimos jogadores e vou conversar com eles. Sei que podemos reverter o quadro”, concluiu Lopes

Breve histórico

O primeiro trabalho de Antônio Lopes no Atlético foi na Copa João Havelange de 2000. Saiu para ser coordenador técnico da seleção brasileira, ao lado de Emerson Leão.

Depois de treinar o Coritiba, entre 2004 e 2005, o Delegado foi contratado pelo Furacão, levando a equipe até a decisão da Libertadores em 2005, quando a equipe foi derrotada pelo São Paulo. Em 2007, ele comandou a equipe em dezesseis jogos no Campeonato Brasileiro.