A eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil e a derrota na final do Campeonato Carioca provocaram uma mudança na diretoria do Botafogo. Nesta terça-feira, André Silva deixou oficialmente o cargo de vice-presidente de futebol do clube de General Severiano. Ao se despedir, o dirigente fez um balanço positivo da sua gestão.

“Se você olhar o nível do plantel que nós temos hoje, sem dúvida nenhuma está entre os melhores do Brasil. Podemos ver jogadores das divisões de base jogando no time principal e mantendo o nível. No último domingo, dos sete jogadores no banco de reservas contra o São Paulo, cinco eram da base. Isso é algo que dá muito orgulho”, disse.

André Silva exercia o cargo desde janeiro de 2009, quando Maurício Assumpção assumiu a presidência do Botafogo. Durante esse período, a equipe faturou um título – o Campeonato Carioca de 2010. O dirigente garantiu que sua saída foi acertada de forma amigável.

“Uma hora na vida a gente precisa de mudança. Não tivemos atritos, nada disso. Foi uma decisão em consenso entre eu e o presidente”, disse. “Me sinto realizado porque mesmo com as críticas, que sempre existem, nunca sofri nenhum questionamento em relação à minha honestidade. Isso para mim é motivo de uma sensação de dever cumprido”.