O Real Madrid confirmou nesta terça-feira a contratação de Carlo Ancelotti como novo técnico da equipe. O treinador assinou contrato para dirigir o time pelas próximas três temporadas do futebol europeu e irá substituir José Mourinho, que assumiu o Chelsea depois de ter sido demitido pelo clube espanhol.

Ancelotti chega ao Real depois de ter faturado o título do Campeonato Francês pelo Paris Saint-Germain, encerrando um jejum de 19 anos no clube, pelo qual também avançou às quartas de final da última Liga dos Campeões. O PSG, por sua vez, também confirmou nesta terça a contratação de Laurent Blanc como substituto do italiano.

Ao confirmar o novo comandante, que deixou o comando do Paris Saint-Germain, o Real destacou que o italiano já “foi eleito o melhor técnico em todas ligas onde trabalhou: na Itália, Inglaterra e França”, enumerando os feitos do seu currículo vencedor.

Ancelotti foi campeão da duas Liga dos Campeões pelo Milan, em 2003 e 2007, ano em que também conquistou o Mundial de Clubes da Fifa. Ele ainda foi campeão italiano pelo clube em 2004, além de ter obtido duas Supercopas de Europa, em 2003 e 2007, uma Copa da Itália, em 2003, e a Supercopa da Itália de 2004. Já pelo Chelsea, o treinador faturou o Campeonato Inglês e a Copa da Inglaterra em 2010. O seu currículo ainda traz passagens discretas por Reggiana, Parma e Juventus, antes de iniciar sua trajetória de sucesso pelo Milan.

O técnico de 54 anos terá como principal missão tentar fazer o Real alcançar uma histórica décima conquista da Liga dos Campeões, objetivo que Mourinho acabou não cumprindo em sua conturbada passagem pela equipe madrilenha.

Com um perfil bastante diferente do exibido por Mourinho, Ancelotti chega ao Real também credenciado por uma carreira muito vencedora como jogador, pela qual foi bicampeão da Liga dos Campeões, com os títulos de 1989 e 1990 pelo Milan, sendo que nestes mesmos anos ele foi bicampeão do Mundial Interclubes. Ele ainda acumulou três títulos italianos. O primeiro em 1983, pela Roma, e mais dois pelo Milan em 1988 e 1992. Pela equipe romana, O ex-zagueiro também foi campeão da Copa da Itália por quatro vezes, em 1980, 1981, 1984 e 1986, antes de se sagrar vencedor da Supercopa da Itália em 1988, já pelo clube de Milão.

Ao oficializar Ancelotti, o Real também destacou que ele é “uma garantia para liderar um projeto ambicioso”. Ele tentar levar o time a mais um título da Liga dos Campeões e assim encerrar um jejum do clube que dura desde 2002 na competição.