Batido novamente pelo brasileiro Felipe Massa, neste sábado, Fernando Alonso disse não se incomodar com a boa fase do companheiro de Ferrari. Para o espanhol, o crescimento do brasileiro é “boa notícia para a equipe” porque permite aos dois pilotos maior troca de informação sobre o rendimento do carro.

“Precisamos ter certa competitividade entre os dois pilotos. Precisamos compartilhar informações e agora acho que todos os dados obtidos nos treinos livres e classificação serão muito úteis para comparações e análises para nos tornar pilotos melhores. Então, acho que isso [boa fase de Massa] é nada mais que boa notícia”, comentou o espanhol.

Alonso obteve o terceiro lugar no grid para o GP da Malásia ao ser superado pelo pole position Sebastian Vettel e por Massa nos instantes finais do treino. Com o resultado, o brasileiro superou o companheiro de equipe pela quarta vez consecutiva em um treino classificatório – a conta do GP dos Estados Unidos de 2012.

“Estou no automobilismo há 27 anos, então não é a primeira vez que tenho alguém muito competitivo ao meu lado”, disse Alonso, ao minimizar qualquer rivalidade mais acentuada com Massa em função dos últimos resultados.

“Na verdade, sempre estivemos próximos nos últimos três anos, mas entendo que para a imprensa não estávamos tão perto por causa dos resultados. Acho que Felipe teve muito azar, ora por problemas mecânicos, ora por incidentes”, comentou. “Mas no final das contas estávamos muito mais próximos do que indicavam os nossos pontos”.

Alonso avisou que vai tentar reverter a situação durante a corrida, neste domingo. “Neste ano, estamos ainda mais perto, sem grande diferença, talvez um pouco mais perto. Claro que fiquei atrás no grid nestas duas provas do ano, mas não há pontos a serem conquistados no sábado. Então, vamos manter o trabalho visando o domingo”.