Alex foi o grande nome da vitória por 3 a 1 do Cruzeiro, ontem, em Campinas. O meia desequilibrou. Criou, chutou e marcou. Ajudou o time mineiro a chegar aos 51 pontos e se isolar na liderança do campeonato brasileiro, em uma rodada que foi totalmente favorável ao time de Vanderlei Luxemburgo, que agora tem três pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Santos. “Foi um resultado muito importante para nós. Agora, iniciamos uma contagem regressiva. A cada rodada, temos de conquistar mais vantagem”, disse. “O time manteve a tranqüilidade e não se abateu com os três jogos que não vencia.”

Se não fosse o meia, o resultado do jogo poderia ter sido outro. “Mas eu perdi ali duas chances na cara do goleiro. O time soube manter a tranqüilidade e fez um bom jogo. Agora vamos curtir um pouco essa vitória e depois já pensar no próximo jogo (Coritiba), que é um adversário direto pela briga do título.”

O técnico Vanderlei Luxemburgo fez questão de destacar a vitória, principalmente pelo fato de ter sido conquistada fora de casa. “Não tem jogo mole, não. Mas em um campeonato como esse (por pontos corridos), precisamos ganhar fora. Em casa é obrigação. O diferencial são os pontos fora de casa”, explica Luxemburgo.

A atuação do Cruzeiro neste domingo foi muito elogiada pelo treinador. “Entramos para jogar futebol e envolver o adversário, nada de dar porrada.” Questionado sobre a queda que o time havia sofrido nas últimas rodadas, o comandante do Cruzeiro foi taxativo: “Nós não temos que provar nada para ninguém. Foi apenas uma queda, nada mais. Temos de seguir trabalhando. É um campeonato longo e não jogaremos sempre no mesmo nível”.

Para o próximo jogo, Vanderlei Luxemburgo tem uma dúvida: o meio-campista Zinho, que neste domingo deixou o campo ainda no primeiro tempo, sentindo um problema muscular, é dúvida para o próximo jogo contra o Coritiba no Mineirão. “Senti a contusão na mesma perna que machuquei e que me deixou fora do jogo contra o São Paulo”, conta Zinho.