A Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão) pretende continuar com o técnico Joachim Löw no comando da seleção do país depois da Copa do Mundo, independentemente do desempenho da equipe no mata-mata do Mundial. Classificada em primeiro lugar no Grupo G do torneio, a Alemanha vai enfrentar a Argélia nesta segunda-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pelas oitavas de final da competição.

“Nós ainda temos a clara intenção de continuar o trabalho com ele. Não há cláusulas no contrato dele que condicionem isso à conquista de certos resultados”, afirmou o presidente da DFB, Wolfgang Niersbach, à revista Stern, em entrevista publicada neste domingo.

“O desenvolvimento do trabalho tem sido fantástico. Antes, nós tínhamos reconhecimento por nossos resultados e agora isso vem pelo nosso estilo de jogar”, explicou o dirigente. Löw foi auxiliar técnico de Jurgen Klinsmann entre 2004 e 2006 e assumiu o cargo de treinador após a Copa disputada na Alemanha, há oito anos.

Se em termos de futebol jogado a Alemanha está em alta, o último título do país foi conquistado apenas em 1996, quando a seleção venceu a Eurocopa daquele ano. Tricampeões do mundo, os alemães não vencem a Copa desde 1990, na edição disputada na Itália.