O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebeu nesta quarta-feira o presidente do Comitê Organizador da Copa de 2014 e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, para uma reunião no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. Durante o encontro, o governador recém-empossado reafirmou o compromisso de São Paulo para ser a sede da abertura do Mundial.

“Tivemos uma conversa muito boa e reafirmamos nosso empenho para que São Paulo seja a sede do IBC (Centro Internacional de Mídia), receba a abertura da Copa, o Congresso da Fifa e um jogo da semifinal”, contou Alckmin, lembrando também dos investimentos do governo de São Paulo para realizar as obras que garantam o acesso ao novo estádio de Itaquera, escolhido para receber os jogos.

São Paulo sempre foi favorita para receber a abertura da Copa, mas a indefinição sobre o estádio a ser utilizado atrasou o projeto. Escolhido inicialmente para receber os jogos na capital paulista, o Morumbi acabou sendo vetado pela Fifa. A solução, então, foi apostar no novo estádio do Corinthians, que será construído em Itaquera e ainda não tem todos os recursos necessários.

Depois de ter assumido o cargo em 1º de janeiro, Alckmin teve a reunião nesta quarta-feira com Ricardo Teixeira para reafirmar os compromissos de São Paulo com o Mundial. Ele lembrou que os investimentos públicos, em parceria com a prefeitura da capital, estão mantidos e ainda explicou a nova estrutura do Comitê Paulista da Copa, agora vinculado à Secretária de Planejamento e Desenvolvimento Regional.