Alex Sandro foi julgado ontem pelo pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e teve a penalidade de um jogo de suspensão – aplicada pela 4.ª Comissão Disciplinar – mantida. Como já havia cumprido, ele está liberado para defender o Atlético contra o Botafogo, no domingo.

A decisão foi recebida com alívio pela comissão técnica, já que a presença do jogador dá ao técnico Antônio Lopes opções para a montagem do time. Alex Sandro pode atuar como ala-esquerda ou 2.º volante.

Na ala, ele briga com Márcio Azevedo. No meio-campo com Rafael Miranda, que voltou a treinar com o grupo na tarde de ontem e sem nenhuma restrição. Alex não participou do treino no CT do Caju porque foi ao Rio de Janeiro se defender no STJD.

Assim, deixou brecha para o retorno de Miranda ao time titular. Antes da viagem, porém, o jovem jogador comentou que não escolhe posição e que o mais importante é a oportunidade dada pelo técnico para ele mostrar seu futebol.

Dúvida

Alex Sandro, Márcio Azevedo e Rafael Miranda lutam por duas vagas e quem assumirá a posição na ala-esquerda e como 2.º volante deverá ser mantido em sigilo por Antônio Lopes até momentos antes da partida com o Botafogo.

Independente da posição, Alex leva vantagem porque vinha atuando normalmente no time, situação bem diferente dos demais. Rafael Miranda e Márcio Azevedo vêm de um período de recuperação de lesões e, por ser um jogo decisivo e pegado, é pouco provável que os dois atuem juntos como titulares no domingo.

A última apresentação de Azevedo foi diante do Grêmio, em 7 de outubro. Desde então vinha tratando de uma lombalgia. “É difícil ficar tanto tempo fora. Voltei a treinar com o grupo na semana passada e se o Lopes precisar de mim, estou preparado”, disse o jogador.

Já Rafael Miranda se lesionou na partida contra o Fluminense, no último dia 15, no Maracanã. Alex Sandro deverá jogar, mas em qual posição? Esse é o grande mistério.