Empresas brasileiras vão estampar suas marcas na camisa do Independiente Medellín, rival do São Paulo na estreia da Copa Libertadores, na noite desta quarta-feira, às 21h50, no Estádio do Morumbi. Da mesma maneira que o Corinthians utilizou o marketing de oportunidade nas primeiras partidas da temporada, algumas empresas aproveitam o fato de o jogo ter transmissão ao vivo em TV aberta para aparecer na camisa de estrangeiros por valores que não prejudiquem seu caixa.

Para esta noite, o Independiente terá quatro parceiros: na frente da camisa a confecção Rota do Mar; nas mangas a Locaweb, do ramo de internet, que apareceu na manga corintiana em três partidas; nas costas a Colonial, que fabrica rodas e pneus, e no calção os Zíperes Rubinho, especializado em botões e, claro, zíperes. O valor que os colombianos receberão não é divulgado, mas não ultrapassa os R$ 300 mil.

“É uma maneira das empresas aparecerem em eventos de grande porte”, diz Fábio Wolff, da Wolff Sports, que negociou os patrocínios. Em 2008, o Audax Italiano, do Chile, já havia aparecido no duelo do Morumbi com empresas brasileiras em sua camisa e seu calção. A empresa de Fábio Wolff também negocia com times do Brasil de menor expressão que disputam a Copa do Brasil. O Itumbiara, que encara o Corinthians dia 4 de março em Goiás, com transmissão ao vivo na TV, é um deles.