Maringá está fora do Paranaense 2009. O Adap Galo comunicou ontem, à Federação Paranaense de Futebol (FPF), que não irá disputar o estadual. Sem o representante da Cidade Canção, o campeonato deve ter apenas 15 clubes.

A falta de um patrocinador foi a principal justificativa para a desistência. “Nosso clube, neste momento, não tem patrocinadores”, diz o ofício enviado à FPF. “Alguma possibilidade de parceria que estamos buscando não logrou êxito até o presente momento”, continua o documento, assinado pelo presidente do Adap Galo, Adilson Batista Prado.

Os rumores de que o Galo poderia abrir mão de sua vaga no Paranaense começaram há pouco mais de um mês. Há cerca de duas semanas, Adilson Batista já havia avisado a FPF das dificuldades financeiras e da possibilidade de sair da disputa.

Sem dinheiro para montar uma equipe, o clube confirmou ontem a desistência. “Maringá merece um bom time para representá-la, mas achamos que isso só será possível quando houver uma mobilização do município, da sociedade e empresários para esse fim”, afirma o ofício protocolado na FPF.

Mesmo com o pedido de afastamento da estadual oficializado, a FPF ainda sonha com uma reviravolta. “Como o arbitral do campeonato será apenas na terça-feira, talvez alguém na cidade, como comércio e empresários, se sensibilize. Até lá, o clube pode voltar atrás e pedir para desconsiderarmos o ofício”, diz o vice-presidente Amilton Stival.

Segundo Stival, a decisão de como ficará o campeonato será tomada na próxima 3.ª- feira, no arbitral. Mas diz que o mais provável é que o torneio seja disputado por 15 clubes. “Acredito que os clubes irão preferir que fiquem 15 times e caiam apenas três, em vez de quatro. Quem jogaria contra a Adap pode folgar na rodada”, adianta.

Se ficar fora do Paranaense 2009, o Adap Galo só poderia voltar à competição após dois anos de “quarentena”, na terceira divisão. No ofício, o clube ratifica que continuará disputando as competições de base.