O técnico Abel Braga dedicou boa parte dos últimos dias a destacar a necessidade de se jogar com tranquilidade e sem afobamento. É assim que ele espera ver o Fluminense no jogo desta quarta-feira, contra o Boca Juniors, no Engenhão, pelas quartas de final da Libertadores. Como perdeu por 1 a 0 na Argentina, o time carioca precisa ganhar por dois gols de diferença para avançar.

A palavra de ordem é acreditar até o fim. Mas a vitória precisa ser construída pouco a pouco. “Estou desde quinta-feira passada falando que acredito. Colocando isso na cabeça de cada um todos os dias. Mesmo com os desfalques que temos, precisamos pensar dessa forma”, avisou Abel, lembrando que o Fluminense não terá alguns jogadores importantes, como Fred e Deco, que estão contundidos.

Enquanto o Fluminense se prepara para a dura missão, a delegação do Boca Juniores desembarcou no Rio no fim da tarde desta terça-feira, com duas horas de atraso. Os jogadores foram instruídos a não falar com a imprensa. Mas o técnico Julio César Falcioni comentou rapidamente sobre a possibilidade de jogar pelo empate. “Temos uma vantagem que é boa, mas não vamos deixar de atacar. O Fluminense jogará diferente desta vez e temos de estar preparados”, avisou.